Página Principal > Colunistas > Quais exames devem ser solicitados para homens com irritação do trato urinário?
consulta paciente

Quais exames devem ser solicitados para homens com irritação do trato urinário?

Tempo de leitura: 2 minutos.

Embora muito ainda se acredite que esse campo de atuação é reservado apenas aos urologistas, a abordagem dos sintomas urinários no homem pode e deve ser feita (pelo menos inicialmente) pelo generalista. Embora a causa mais comum seja a hiperplasia prostática benigna, é importante estar atento a sinais que apontem diagnósticos diferenciais.

A partir daí, quais exames devem ser solicitados e quando? O NICE possui um guideline que aborda integralmente esse assunto, orientando o médico nas tomadas de decisão.

EAS / urina tipo I – exame mandatório quando a principal suspeita não é a cistite (quadro agudo e com diagnóstico clínico). Hematúria pode sugerir tumor ou cálculo, nitrito pode sugerir infecção, proteinúria pode indicar infecção ou doença glomerular e glicosúria é associada a diabetes. Em pacientes com exame que sugira infecção e quadro arrastado, pensar em infecção crônica da próstata.

Urocultura – podendo ser colhida com o EAS, a urocultura ajuda se a principal hipótese diagnostica for infecciosa.

Infecção do trato urinário: o que você deve fazer na sala de Emergência?

PSA – está indicado em homens com piora progressiva da irritação urinaria (aumento de quatro pontos na escala AUASS), com toque retal anormal ou se essa for uma preocupação do paciente (mais uma vez mostrando a importância da decisão compartilhada).

Creatinina sérica – a avaliação da função renal deve ser feita quando se suspeita que o paciente tem prejuízo da mesma. Essas situações ocorrem principalmente quando há cálculo urinário de repetição, infecções urinárias frequentes ou obstrução da saída urinaria com bexiga palpável associada.

Ultrassonografia do trato urinário – está indicada para pacientes com hematúria, dor, infecções recorrentes, piúria maciça e/ou retenção urinária.

Quando o clínico não consegue identificar a causa e manejá-la, o paciente deve ser encaminhado ao especialista, que pedirá outros exames conforme a investigação diagnóstica.

É médico e também quer ser colunista da PEBMED? Inscreva-se aqui!

Autora:

Referências:

  • The management of lower urinary tract symptoms in men – National Clinical Guideline Centre 2010

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.