Página Principal > Cardiologia > Quais são as novidades da diretriz da CHEST 2018 sobre FA valvar?
CHEST 2018

Quais são as novidades da diretriz da CHEST 2018 sobre FA valvar?

Tempo de leitura: 1 minuto.

A presença de valvopatia mitral no paciente com fibrilação atrial aumenta e muito o risco de eventos tromboembólicos, principalmente quando há prótese cardíaca mecânica. Por isso, mesmo a varfarina tem esquemas especiais de uso nessa população: 2,5 a 3,5 de INR em pacientes com prótese valvar mecânica, havendo ou não FA.

Leia mais: Conheça novidades da diretriz CHEST 2018 sobre anticoagulação na FA

Só que a diretriz da CHEST inova ao propor dois grupos de pacientes com valvopatia. No grupo 1, há indicação de usar apenas varfarina. Mas no grupo 2 abre a possibilidade de usar NOAC.

Grupo 1

Use APENAS varfarina

  • Prótese valvar mecânica
  • Estenose mitral reumática moderada ou grave
Grupo 2

Varfarina

Ou NOAC

  • Insuficiência mitral
  • Insuficiência aórtica
  • Estenose aórtica
  • Insuficiência tricúspide ou pulmonar
  • Estenose tricúspide ou pulmonar
  • Prótese valvar biológica
  • TAVI aórtica
  • Reparo ou plastia mitral

É médico e também quer ser colunista do Portal da PEBMED? Inscreva-se aqui!

Autor:

Ronaldo Gismondi

Doutorado em Medicina pela UERJ ⦁ Cardiologista do Niterói D’Or ⦁ Professor de Clínica Médica da Universidade Federal Fluminense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.