Home / Cardiologia / Quais são as novidades da diretriz da CHEST 2018 sobre FA valvar?
CHEST 2018

Quais são as novidades da diretriz da CHEST 2018 sobre FA valvar?

Cardiologia, Colunistas
Acesse para ver o conteúdo
Esse conteúdo é exclusivo para usuários do Portal PEBMED.

Para continuar lendo, faça seu login ou inscreva-se gratuitamente.

Preencha os dados abaixo para completar seu cadastro.

Ao clicar em inscreva-se, você concorda em receber notícias e novidades da medicina por e-mail. Pensando no seu bem estar, a PEBMED se compromete a não usar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Inscreva-se ou

Seja bem vindo

Voltar para o portal

Tempo de leitura: < 1 minuto.

A presença de valvopatia mitral no paciente com fibrilação atrial aumenta e muito o risco de eventos tromboembólicos, principalmente quando há prótese cardíaca mecânica. Por isso, mesmo a varfarina tem esquemas especiais de uso nessa população: 2,5 a 3,5 de INR em pacientes com prótese valvar mecânica, havendo ou não FA.

Leia mais: Conheça novidades da diretriz CHEST 2018 sobre anticoagulação na FA

Só que a diretriz da CHEST inova ao propor dois grupos de pacientes com valvopatia. No grupo 1, há indicação de usar apenas varfarina. Mas no grupo 2 abre a possibilidade de usar NOAC.

Grupo 1

Use APENAS varfarina

  • Prótese valvar mecânica
  • Estenose mitral reumática moderada ou grave
Grupo 2

Varfarina

Ou NOAC

  • Insuficiência mitral
  • Insuficiência aórtica
  • Estenose aórtica
  • Insuficiência tricúspide ou pulmonar
  • Estenose tricúspide ou pulmonar
  • Prótese valvar biológica
  • TAVI aórtica
  • Reparo ou plastia mitral

É médico e também quer ser colunista do Portal da PEBMED? Inscreva-se aqui!

Autor:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.