Qual o resultado a longo prazo da osteotomia de encurtamento da ulna?

A osteotomia de encurtamento da ulna é um método de tratamento estabelecido para o tratamento de pacientes com síndrome do impacto ulnar.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar esse conteúdo crie um perfil gratuito no AgendarConsulta.

A osteotomia de encurtamento da ulna é um método de tratamento estabelecido para o tratamento de pacientes com síndrome do impacto ulnar. Estudos prévios demonstraram bons resultados baseados em radiografias e exames clínicos, porém são poucos os trabalhos que avaliam resultados baseados em questionários de satisfação e qualidade de vida respondidos pelos pacientes.

Leia também: Fixação de 1 ou 2 ossos do antebraço nas fraturas pediátricas diafisárias de rádio e ulna?

Um trabalho com follow-up de 6 meses demonstrou bons resultados de função e dor com o questionário PRWHE (Patient-Rated Wrist and Hand Evaluation) respondido por 106 pacientes após osteotomia de encurtamento da ulna, entretanto são ainda mais escassos dados sobre esses resultados a longo prazo. Foi publicado no último mês na revista Bone and Joint Open um estudo com o objetivo principal de investigar tais resultados com um follow-up maior. Os objetivos secundários foram avaliar a satisfação com o procedimento, complicações e necessidades de novas cirurgias.

Quais são os resultados a longo prazo da osteotomia de encurtamento da ulna?

O estudo

Foi desenvolvido um estudo de coorte prospectivo com 106 pacientes de alguns hospitais holandeses operados entre 2011 e 2017. Todas as osteotomias foram obliquas, realizadas no nível da diáfise distal e feitas à mão livre ou com dispositivo de corte externo de acordo com a preferência do cirurgião e tiveram como indicação impacto ulnar. A média de encurtamento foi de 4 mm e foi baseada na variação ulnar pré-operatória. A ulna foi fixada com placa de compressão e parafusos ou com um sistema específico para ulna.

Idade, sexo, tipo de trabalho, duração dos sintomas, lado do tratamento, dominância da mão e tabagismo no momento da cirurgia foram registrados rotineiramente. Os prontuários foram revisados para coletar dados sobre o tratamento da lesão inicial, variáveis ​​operatórias, ocorrência de complicações e tratamento posterior. Os pacientes também receberam a versão em holandês do PRWHE para avaliar os resultados cirúrgicos.

Resultados a longo prazo estavam disponíveis em 66 pacientes (74%) após um seguimento médio tardio de seis anos (DP=1). A pontuação total média do PRWHE melhorou de 63 antes da cirurgia para 19 no seguimento tardio (diferença nas médias (Δ) 44; intervalo de confiança de 95% (IC) 39 a 50; p = < 0,001). Entre o seguimento de 12 meses e o tardio, a pontuação total do PRWHE também melhorou (Δ 12; IC 95% 6 a 18; p = < 0,001).

Saiba mais: Manutenção in situ ou transposição anterior do nervo ulnar no tratamento cirúrgico das fraturas bicolunares do terço distal do úmero?

No seguimento tardio, 14/66 dos pacientes (21%) relataram um escore total PRWHE de zero, enquanto este foi de 3/51 pacientes (6%) em 12 meses (p = 0,039). Ao todo, 58/66 pacientes (88%) seriam submetidos ao mesmo tratamento novamente em circunstâncias semelhantes. O tratamento subsequente (total n = 66; cirúrgico n = 57) para complicações ou sintomas recorrentes foi realizado em 50/66 pacientes (76%). O tipo de reoperação mais prevalente foi a remoção do hardware em 42/66 (64%), e a pseudoartrose ocorreu em 8/66 (12%).

Na prática

A osteotomia de encurtamento da ulna melhorou a dor relatada pelo paciente e a função inclusive no longo prazo. Embora os níveis de satisfação sejam geralmente altos, reoperações como remoção de hardware são comuns. Além disso, também é importante lembrar que para casos de ulna plus de menos de 4 mm, o procedimento de wafer artroscópico também é uma boa opção para esses pacientes, também com bons resultados e baixa taxa de complicações.

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe e-books, e outros materiais para aprimorar sua prática médica e gestão Baixe e-books, e outros materiais
para aprimorar sua prática
médica e gestão

Especialidades

# Teunissen JS, van der Oest MJW, Selles RW, Ulrich DJO, Hovius SER, van der Heijden B; Hand Wrist Study Group contributors. Long-term outcomes after ulna shortening osteotomy: a mean follow-up of six years. Bone Jt Open. 2022 May;3(5):375-382. doi: 10.1302/2633-1462.35.BJO-2022-0031.R1.