Pebmed - Notícias e Atualizações em Medicina
Cadastre-se grátis
Home / Colunistas / Recomendações para a prevenção ou manejo da Covid-19 em crianças com câncer
enfermeira anotando recomendações com criança com câncer ao fundo, durante pandemia de covid-19

Recomendações para a prevenção ou manejo da Covid-19 em crianças com câncer

Acesse para ver o conteúdo

Inscreva-se gratuitamente para acessar esse conteúdo e muito mais no Portal PEBMED!

Tenha acesso ilimitado a quizzes, casos clínicos, novos estudos e diretrizes atualizadas.

Preencha os dados abaixo para completar seu cadastro.

Ao clicar em inscreva-se, você concorda em receber notícias e novidades da medicina por e-mail. Pensando no seu bem estar, a PEBMED se compromete a não usar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Inscreva-se ou

Seja bem vindo

Voltar para o portal

No artigo “Early advice on managing children with cancer during the COVID-19 pandemic and a call for sharing experiences”, publicado no último dia 2, no jornal Pediatric Blood Cancer, Bouffet e colaboradores recomendam alguns conceitos fundamentais que devem ser considerados na abordagem da criança com câncer frente à pandemia da doença pelo novo coronavírus (Covid-19).

Recomendações para crianças com câncer durante Covid-19

Segundo os pesquisadores, não há, até o momento, nenhuma recomendação detalhada que tenha sido emitida sobre o manejo de crianças com câncer durante essa pandemia. Dessa forma, Bouffet e colaboradores recomendam:

  1. Isolamento físico a todas as crianças com câncer que estão atualmente em tratamento. Isso inclui o confinamento em casa entre tratamentos e admissão em quarto individual durante a internação, sempre que possível. As visitas ambulatoriais devem ser limitadas. Outros meios de comunicação devem ser priorizados;
  2. Triagem de pacientes que apresentam sintomas sugestivos de infecção, independentemente da estrutura (hospitais gerais, pediátricos ou centros de oncologia);
  3. Limitar o acesso a enfermarias pediátricas e espaços clínicos a apenas um dos pais. Nessas áreas, promova, respeite e faça cumprir as regras de distanciamento social; pelo menos seis pés entre indivíduos e sem aglomeração;
  4. Sempre que possível, crie um local gratuito para a prestação de cuidados agendados contra o câncer, que só podem ser realizados no ambiente hospitalar e que não podem ser atrasados. Controlar quem tem acesso a esse local;
  5. Transferir o máximo possível de aspectos do manejo de casos para o monitoramento remoto em casa ou na comunidade da criança;
  6. Seguir os princípios básicos do controle de infecções;
  7. O uso de equipamento de proteção individual (EPI) apropriado por profissionais de saúde é essencial para o atendimento seguro de pacientes em unidades de oncologia pediátrica e para reduzir os riscos de transmissão. O uso de EPI por pacientes, familiares e funcionários do hospital em geral ainda é motivo de debate. Esforços devem ser feitos para identificar o uso ideal dos EPI em caso de escassez;
  8. Não há motivos para interromper as atividades diárias em unidades pediátricas de hematologia/oncologia ou para afastar crianças com suspeita de câncer durante esta pandemia. Ainda não se sabe se os pacientes devem ter seu tratamento alterado, embora pareça prudente adiar terapias de alta intensidade sempre que possível e se preparar para a triagem de acordo com o prognóstico. Os pesquisadores citam Chen e colaboradores, que recomendam evitar quimioterapia intensiva em crianças com leucemia em remissão. No entanto, de acordo com os autores, a raridade de casos relatados impede o desenvolvimento de diretrizes claras sobre quimioterapia. À medida que mais informações estiverem disponíveis, pode ser pertinente criar uma força-tarefa internacional para fornecer recomendações de consenso baseadas em evidências;
  9. Os serviços também devem antecipar a escassez de pessoal devido a doença, a necessidade de cuidar de parentes doentes ou requisitos de auto isolamento se viver com ou em contato próximo com uma pessoa suspeita de ter Covid-19. Os funcionários também precisam ser atendidos de outras formas, com boas informações e protocolos, confiança em seus EPIs e comunicações com uma equipe de resposta Covid-19 dedicada em seu hospital. Informações claras para pais e famílias também são essenciais;
  10. Vários governos e agências internacionais forneceram informações e/ou recomendações sobre a Covid-19. Devido à grande quantidade de informações erradas e conselhos potencialmente prejudiciais disponíveis na Internet, os pesquisadores recomendam que sejam consultadas as orientações de autoridades sanitárias estabelecidas;
  11. Por fim, os pesquisadores recomendam que é crucial que as pessoas próximas a cada um de nós façam sua parte para limitar a disseminação do vírus, por meio de auto isolamento, distanciamento social e evitar todas as viagens não essenciais, assim como a união de comunidades para ajudar a equipar e proteger os mais vulneráveis (incluindo idosos, sem-teto ou com indivíduos com problemas de saúde subjacentes) nos próximos meses.

Quer receber diariamente as principais atualizações sobre coronavírus? Inscreva-se aqui!

Autora:

Referência bibliográfica:

  • BOUFFET, E. et al. Early advice on managing children with cancer during the COVID‐19 pandemic and a call for sharing experiences. Pediatric Blood Cancer, 2020 https://doi.org/10.1002/pbc.28327

Um comentário

  1. Avatar
    Maria da Luz Moreira van Langendonck

    Sou nutricionista e os artigos estão de forma clara e elucidativos.
    Precisamos mais publicações em termos de nutrição.
    Qual a experiência nesse campo.
    Obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×

Adicione o Portal PEBMED à tela inicial do seu celular: Clique em Salvar na Home Salvar na Home e "adicionar à tela de início".

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.