Pebmed - Notícias e Atualizações em Medicina
Cadastre-se grátis
Home / Colunistas / Revisão sistemática dos algoritmos de via aérea difícil
intubação

Revisão sistemática dos algoritmos de via aérea difícil

Acesse para ver o conteúdo
Esse conteúdo é exclusivo para usuários do Portal PEBMED.

Para continuar lendo, faça seu login ou inscreva-se gratuitamente.

Preencha os dados abaixo para completar seu cadastro.

Ao clicar em inscreva-se, você concorda em receber notícias e novidades da medicina por e-mail. Pensando no seu bem estar, a PEBMED se compromete a não usar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Inscreva-se ou

Seja bem vindo

Voltar para o portal

Tempo de leitura: < 1 minutos.

Uma via aérea é considerada difícil (VAD) quando um médico experiente não consegue intubar e/ou ventilar um paciente. Esse cenário pode ocorrer em dois contextos: na anestesia, em cirurgias eletivas, e em uma intubação de emergência. Um texto nosso revisou o passo-a-passo o manejo da via aérea difícil.

Um grupo de pesquisadores Australianos realizou uma revisão sistemática da literatura para avaliar os algoritmos de via aérea difícil: quantos são e qual a uniformidade entre eles. No final, os autores identificaram 88 estudos, avaliando 38 algoritmos, sendo 14 de diretrizes/guidelines de sociedades oficiais. A maior parte deles (47%) aborda a população em geral, sendo 16% específico para pacientes obstétricos, 13% de trauma e 8% pré-hospitalar.

E sabem do melhor? A abordagem à VAD é muito parecida entre eles e, como regra geral, envolve:

Autora: 

Referências:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×

Adicione o Portal PEBMED à tela inicial do seu celular: Clique em Salvar na Home Salvar na Home e "adicionar à tela de início".

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.