Página Principal > Reumatologia > Rituximabe é eficaz em pacientes com lúpus eritematoso sistêmico?
medicamento vacina

Rituximabe é eficaz em pacientes com lúpus eritematoso sistêmico?

Tempo de leitura: 2 minutos.

O lúpus eritematoso sistêmico (LES) é uma doença autoimune complexa. Um novo artigo da revista Rheumatology investigou a eficácia a curto prazo e as taxas de infecção associadas ao uso do rituximabe em pacientes com LES.

Para esse estudo, 270 pacientes com LES refratário ao tratamento convencional foram selecionados para iniciar a terapia biológica (261 com rituximabe). As características no baseline, a atividade da doença (medida pelo índice SLEDAI-2K – Systemic Lupus Erythematosus Disease Activity Index 2000) e as taxas de infecção foram analisadas. A resposta foi definida como a perda de todas as pontuações A e B no índice BILAG (British Isles Lupus Assessment Group) para escore ≤ 1 B com nenhum novo escore A/B em outro sistema orgânico aos 6 meses.

Acesse mais de 900 modelos de prescrição para uma rotina médica mais prática. Baixe aqui o Whitebook.

Rituximabe no LES

Duzentos e cinquenta (93%) pacientes estavam tomando glicocorticoides no baseline em uma dose oral mediana de 10 mg diariamente. As taxas de resposta aos 6 meses estavam disponíveis para 68% dos pacientes. O escore mediano no índice BILAG foi 15 no baseline e 3 aos 6 meses (p < 0,0001). A redução mediana no SLEDAI-2K foi de 8 para 4 (p < 0,001). A resposta foi alcançada em 49% dos pacientes.

Além disso, houve também uma redução no uso de glicocorticoides para uma dose mediana de 7,5 mg aos 6 meses (p < 0,001). Infecções graves ocorreram em 26 (10%) pacientes, sendo mais frequentes nos primeiros 3 meses pós-rituximabe.

Pelos achados, os pesquisadores concluíram que rituximabe é seguro e está associado à melhoria da atividade da doença em pacientes com LES refratário, com redução concomitante no uso de glicocorticoides. Eles destacam ainda que a vigilância precoce para infecção pós-infusão é importante para melhorar ainda mais os riscos e benefícios do tratamento.

Manejo do Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES): veja os keypoints da nova diretriz

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências:

  • McCarthy E, et al. Short-term efficacy and safety of rituximab therapy in refractory systemic lupus erythematosus: Results from the British Isles lupus assessment group biologics register. Rheumatology, Volume 57, Issue 3, 1 March 2018, Pages 470–479 || https://doi.org/10.1093/rheumatology/kex395

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.