Sancionada lei para ampliação do teste do pezinho pelo Sistema Único de Saúde (SUS)

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Em 26 de maio de 2021, o presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou a lei que amplia de seis para 53 o número de doenças detectadas pelo teste do pezinho realizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS), para aprimorar o Programa Nacional de Triagem Neonatal (PNTN). No entanto, a lei somente entrará em vigor um ano depois de publicada no “Diário Oficial da União”.

Leia também: Transmissão vaginal de câncer de mães com câncer cervical para bebês

Sancionada lei para ampliação do teste do pezinho pelo Sistema Único de Saúde (SUS)

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas

A implementação deverá ser realizada na seguinte sequência:

Primeira etapa Além da continuidade da identificação das doenças já previstas, haverá ampliação do teste para a detecção de hiperfenilalaninemias, hemoglobinopatias e toxoplasmose congênita
Segunda etapa Galactosemias, aminoacidopatias, distúrbios do ciclo da ureia e distúrbios da beta oxidação dos ácidos graxos
Terceira etapa Doenças lisossômicas
Quarta etapa Imunodeficiências primárias
Quinta etapa Atrofia muscular espinhal

Segundo a lei, a determinação de doenças a serem investigadas pelo teste do pezinho, na esfera do PNTN, será submetida a revisões periódicas, com embasamento em evidências científicas, levando em consideração os benefícios do rastreamento, do diagnóstico e do tratamento precoce, com prioridade para as doenças mais prevalentes no País, com protocolo de tratamento aprovado e com tratamento incorporado no SUS. Além disso, a lei determina que, durante os atendimentos de pré-natal e de puerpério imediato, os profissionais de saúde devem comunicar à gestante e aos acompanhantes sobre a relevância do teste do pezinho e sobre as eventuais diferenças entre os tipos disponibilizadas no SUS e na rede privada de saúde.

Atualmente

No momento, o teste do pezinho oferecido pelo Sistema Único de Saúde compreende as seguintes doenças: hipotireoidismo congênito, fenilcetonúria, doença falciforme, fibrose cística, hiperplasia adrenal congênita e deficiência de biotinidase. A aprovação do Projeto de Lei (PL) 5.043/2020 é um grande avanço para a Pediatria brasileira, pois a ampliação do espectro de doenças detectadas pelo teste do pezinho ofertado pelo SUS permitirá o reconhecimento precoce de pacientes com doenças congênitas de prognóstico reservado e com elevadas morbidade e mortalidade. 

Saiba mais: Suplementação de probiótico ajuda o sistema digestivo de bebês?

Autor(a):

Referências bibliográficas:

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Tags

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar