Pebmed - Notícias e Atualizações em Medicina
Cadastre-se grátis
Home / Colunistas / Sociedade Brasileira de Pediatria alerta sobre vitamina D e Covid-19
cápsulas de vitamina D e covid-19

Sociedade Brasileira de Pediatria alerta sobre vitamina D e Covid-19

Acesse para ver o conteúdo

Inscreva-se gratuitamente para acessar esse conteúdo e muito mais no Portal PEBMED!

Tenha acesso ilimitado a quizzes, casos clínicos, novos estudos e diretrizes atualizadas.

Preencha os dados abaixo para completar seu cadastro.

Ao clicar em inscreva-se, você concorda em receber notícias e novidades da medicina por e-mail. Pensando no seu bem estar, a PEBMED se compromete a não usar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Inscreva-se ou

Seja bem vindo

Voltar para o portal

Diante das inúmeras questões que têm surgido acerca do uso de vitamina D para melhorar a imunidade de crianças e protegê-las da doença causada pelo novo coronavírus (Covid-19), o Departamento Científico de Endocrinologia da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), emitiu, em 21 de abril de 2020, a Nota de Alerta “Vitamina D e Covid-19”, com o intuito de esclarecer e orientar os pediatras a respeito do tema.

Vitamina D e Covid-19

De acordo com a SBP:

Existem evidências experimentais de que a vitamina D colabore na modulação do sistema imunológico, visto que, entre outros dados, linfócitos e macrófagos expressam receptores para essa vitamina. Todavia, os estudos que descreveram uma função protetora da vitamina D contra infecções respiratórias virais evidenciaram eficácia somente nos pacientes que apresentavam deficiência acentuada desse nutriente. Ademais, o fato da deficiência de vitamina D ser encontrada em condições mais relevantes de infecções respiratórias virais agudas não quer dizer que exista uma relação causal que sugira sua reposição.

Em indivíduos normais, os depósitos de vitamina D no organismo são suficientes para preservar os níveis séricos normais, mesmo havendo exposição limitada à luz solar. Portanto, não existe indicação de suplementação de vitamina D durante a quarentena da Covid-19, mesmo havendo menos chances de se fazer atividades ao ar livre e com a diminuição da exposição ao sol.

  • Indicações de suplementação/reposição de vitamina D durante a quarentena:
Insuficiência ou deficiência comprovada de vitamina D (medida por exame laboratorial);

Doenças que contraindiquem exposição solar (exemplo: lúpus eritematoso).

 

  • Diagnóstico: dosagem laboratorial dos níveis séricos da 25(OH)Vitamina D.
Global Consensus Recommendations on Prevention and Management of Nutritional Rickets, 2016

Suficiência: > 20 ng/mL

Insuficiência: 12 a 20 ng/mL

Deficiência: < 12 ng/mL

Toxicidade: > 100 ng/mL

 

  • Em condições de insuficiência ou deficiência de vitamina D, o tratamento deve ser realizado com a reposição de colecalciferol (vitamina D3), um metabólito mais ativo do que o ergocalciferol (vitamina D2). Essas doses podem ser feitas diariamente ou semanalmente, segundo a orientação médica.
Global Consensus Recommendations on Prevention and Management of Nutritional Rickets (2016)

Menores de 1 ano de idade: 2000 UI/dia, via oral, por 12 semanas

Entre 1 e 12 anos de idade: 3000 a 6000 UI/dia, via oral, por 12 semanas

Maiores do que 12 anos: 6000 UI/dia, via oral, por 12 semanas

Veja também: Como estão os atendimentos pediátricos em tempos de Covid-19?

  • Superdosagem: indivíduos amedrontados com os informes da mídia sobre um papel hipotético da vitamina D de protetora da COVID-19 e também devido às dificuldades de atendimentos médicos podem se auto prescrever doses inadvertidamente altas da vitamina. 
Intoxicação pela vitamina D

Náuseas / Vômitos

Astenia

Constipação

Desidratação

Nefrolitíase

Confusão mental

 

  • Um aporte de vitamina D apropriado durante a quarentena da COVID-19 pode ser obtido através de:
  • 80 a 90% do aporte: Exposição de braços e pernas ao sol, sem protetor solar, 15 minutos ao dia (evitar o horário entre as 10 e 16 horas – maior intensidade de raios ultravioleta B (UVB)
  • 10 a 20% do aporte: Consumir alimentos ricos em vitamina D (como salmão, atum e sardinha) infelizmente não fazem parte dos hábitos alimentares da maioria dos brasileiros

Autora:

Referências bibliográficas:

  • SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA. Vitamina D e COVID-19. 2020. Disponível em: https://www.sbp.com.br/ Acesso em: 21 de abr. 2020

6 comentários

  1. Avatar
    Achiles de Holanda Silva

    Quando pesquisamos na web em estudos científicos de diversos países quando a Vitamina D, temos a informação
    quanto a eficiência da Vitamina D em várias segmentos inclusive quanto a importância em manter a imunidade
    em perfeitas condições. Fala-se inclusive de uma deficiência muito grande da vitamina visto que a sua principal fonte e a exposição ao sol coisa que nos dias de hoje as pessoas não dão muita importância. Segundo estudos, deve-se sim fazer reposição de Vitamina D, sua deficiência causa raquitismo em crianças e precipita e exacerba osteopenia, osteoporose e fraturas em adultos. A deficiência de vitamina D tem sido associada ao aumento do risco de cânceres comuns, doenças auto-imunes, hipertensão e doenças infecciosas.

  2. Avatar

    Muito bom artigo sobre vitamina D;
    Simples, bem resumido e esclarecedor.

  3. Avatar
    Nicolina e Silva

    Interessante artigo, bastante instrutivo. Parabéns.

  4. Avatar

    Só esqueceram de comentar que a grande maioria dos brasileiros e do resto do mundo são DEFICIENTES do Hormônio D ou Vitamina D como é popularmente conhecida. Pegue sol por 15 min sem protetor solar das 10 as 14h, não existe risco de se intoxicar desta forma pois o seu organismo regula a absorção. A pandemia é sim uma indicação para suplementação para quem nao pode pegar sol. É péssimo ver esta declaração infeliz da Sociedade Brasileira de Pediatria, que demonstra um conhecimento desatualizado e superficial sobre o tema. Algumas pesquisas preliminares já divulgadas já mostram indícios de uma maior mortalidade por covid-19 para quem é deficiente em vitamina D.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×

Adicione o Portal PEBMED à tela inicial do seu celular: Clique em Salvar na Home Salvar na Home e "adicionar à tela de início".

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.