Página Principal > Endocrinologia > Uso de hipoglicemiantes orais aumenta risco de doença inflamatória intestinal?
doença inflamatória intestinal

Uso de hipoglicemiantes orais aumenta risco de doença inflamatória intestinal?

Tempo de leitura: 2 minuto.

O uso de inibidores da dipeptidil peptidase 4 (DDP-4) no tratamento da diabetes tipo 2 aumentou consideravelmente na última década. Um novo artigo do British Medical Journal (BMJ) analisou se o uso desse hipoglicemiante oral pode estar associado à incidência de doença inflamatória intestinal (DII) nessa população.

Para esse estudo populacional, pesquisadores selecionaram de uma base de dados do Reino Unido 141.170 pacientes, com 18 anos ou mais, iniciando uso de hipoglicemiantes orais entre 1º de janeiro de 2007 e 31 de dezembro de 2016, com acompanhamento até 30 de junho de 2017. O desfecho primário foi a incidência de doença inflamatória intestinal.

Terapia biológica na doença inflamatória intestinal

Resultados

Durante o follow-up, 208 eventos de DII foram observados (taxa de incidência de 37,7 [IC de 95%: 32,7 a 43,1] por 100.000 pessoas-anos). Em geral, o uso de inibidores da DDP-4 foi associado a um risco aumentado de DII (53,4 v 34,5 por 100.000 pessoas-anos; HR 1,75 [IC de 95%: 1,22 a 2,49]).

As razões de risco (HR) aumentaram gradualmente com durações mais longas de uso, alcançando um pico após três a quatro anos (HR 2,90 [1,31 a 6,41]) e diminuindo depois de mais de quatro anos (1,45 [0,44 a 4,76]). Esses achados permaneceram consistentes em várias análises de sensibilidade.

Pelos achados, os pesquisadores concluíram que o uso de inibidores da DDP-4 foi associado a um aumento do risco de doença inflamatória intestinal. É importante que médicos estejam cientes dessa possível relação.

Tenha sempre condutas atualizadas na sua mão! Baixe gratuitamente o Whitebook.

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências:

  • Abrahami Devin, Douros Antonios, Yin Hui, Yu Oriana Hoi Yun, Renoux Christel, Bitton Alain et al. Dipeptidyl peptidase-4 inhibitors and incidence of inflammatory bowel disease among patients with type 2 diabetes: population based cohort study BMJ 2018;360:k872

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.