Veja orientações da diretriz para tratamento de diabetes em idosos

Foi publicada uma nova diretriz para o tratamento da diabetes no grupo de pacientes idosos, definido como aqueles com idade igual ou superior a 65 anos. Confira as principais orientações:

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar esse conteúdo crie um perfil gratuito no AgendarConsulta.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

O diabetes mellitus (DM) é uma doença prevalente em todo o mundo e acomete pessoas de diversas faixas etárias. A população idosa se destaca por apresentar particularidades que devem ser consideradas na escolha do melhor esquema terapêutico. Por este motivo, foi publicada uma nova diretriz para o tratamento da condição nesse grupo de pacientes idosos, definido como aqueles com idade igual ou superior a 65 anos.

As principais recomendações são:

  • Reforçar da necessidade de uma abordagem multidisciplinar e que o endocrinologista deve ser o especialista responsável por conduzir o tratamento daqueles que apresentem diabetes tipo 1 ou que demandem um esquema terapêutico mais complexo para o alcance das metas ou que apresentem múltiplas comorbidades ou hipoglicemias severas recorrentes.
  • Recomenda-se o uso da glicemia de jejum e ou da hemoglobina glicada (HgA1c) como testes de triagem para diagnóstico de diabetes e pré-diabetes. Se normal, repetir a cada dois anos.
  • Naqueles que, pelos exames anteriores, preencham critério para pré-DM, recomenda-se a realização de teste oral de tolerância à glicose 75 g (TOTG) se apresentarem os seguintes critérios: sobrepeso ou obesidade, história familiar de DM em parentes de primeiro grau, etnias de alto risco, história de doença cardiovascular, hipertensão arterial, nível de HDL colesterol inferior a 35 mg/dl e/ou trigliceridemia superior a 250 mg\dl, apneia do sono ou sedentarismo.
  • Naqueles diagnosticados com pré-DM não se indica a metformina como terapia inicial e sim mudanças de estilo de vida.
  • Os pacientes devem ser avaliados quanto ao estado geral de saúde. Esta avaliação inclui os seguintes elementos: status funcional, acuidade visual, acuidade auditiva presença de depressão, cognição, índice de massa corporal, risco de quedas, pressão arterial, tabagismo, uso de álcool, uso de medicamentos, comorbidades e triagem para câncer.
  • Avaliação periódica da cognição através do Miniexame do Estado Mental ou do Escore Cognitivo de Montreal. Se o primeiro exame é normal, reavaliar a cada dois a três anos. Se alterado ou limítrofe, a cada ano. Naqueles com déficit cognitivo, o tratamento deve ser simplificado e os alvos terapêuticos devem ser menos rigorosos.
  • Os alvos terapêuticos dependerão das características de cada paciente. Nos idosos com boa saúde, deseja-se HgA1c inferior a 7,5%, glicemia de jejum entre 90 e 130 mg\dl e glicemia ao deitar entre 90 e 150 mg\dl; naqueles com mais de três doenças crônicas, com déficit cognitivo leve ou demência inicial, deseja-se HgA1c inferior a 8%, glicemia de jejum entre 90 e 150 mg\dl e glicemia ao deitar entre 100 e 180 mg\dl. Já naqueles institucionalizados, com demência grave e comorbidades graves terminais (como câncer avançado, doença renal crônica em diálise, insuficiência cardíaca avançada ou dependentes de oxigenioterapia por penumopatias) deseja-se HgA1c inferior a 8,5%, glicemia de jejum entre 100 e 180 mg\dl e glicemia ao deitar entre 150 e 250 mg\dl.
  • Juntamente com as mudanças de estilo de vida, a metformina é o medicamento oral de escolha inicial, exceto naqueles com taxa de filtração glomerular estimada inferior a 30 ml\min ou intolerância gastrointestinal. Se o controle não for alcançado, recomenda-se o acréscimo de outros agentes. Evitar o uso de sulfonilureias ou glinidas e utilizar insulina com cautela, especialmente naqueles com doença renal crônica. Observar as peculiaridades de cada classe.
  • O alvo de pressão arterial é inferior a 140 \90 mmHg. Em grupos de alto risco, como naqueles com história de acidente vascular encefálico ou doença renal crônica progressiva, alvos inferiores a 130\80 mmHg podem ser tentados com cautela. Das classes de anti-hipertensivos, os inibidores de enzima de conversão de angiotensina (IECA) ou bloqueadores de receptores de angiotensina devem ser a escolha de primeira linha.
  • Os alvos de LDL colesterol são os recomendados por diretrizes já existentes. Para aqueles com idade superior a 80 anos ou com baixa expectativa de vida, o controle não deve ser excessivamente rigoroso. Níveis de triglicerídeos acima de 500 mg\dl demandam o uso de óleo de peixe e\ou fenofibrato.
  • Pacientes com saúde bastante prejudicada e que já tenham uma medida prévia de relação albumina\creatinina inferior a 30 mg\g, é dispensável a medida anual deste índice para rastreio de Nefropatia Diabética. Retinopatia e Neuropatia Diabética devem ser rastreados e, quando presentes, demandam maior cautela na definição do esquema terapêutico e na abordagem multidisciplinar.

diabetes

Leia maisADA 2019: confira atualizações da nova diretriz sobre diabetes

A leitura completa do documento é fundamental para o entendimento de maiores detalhes, porém fica claro que a população idosa demanda uma conduta mais tolerante e cautelosa nas escolhas terapêuticas para o controle do DM.

É médico e quer ser colunista do Portal da PEBMED? Inscreva-se aqui!

Referências:

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe e-books, e outros materiais para aprimorar sua prática médica e gestão Baixe e-books, e outros materiais
para aprimorar sua prática
médica e gestão

Especialidades