Pebmed - Notícias e Atualizações em Medicina
Cadastre-se grátis
Home / Enfermagem / Vocação dos profissionais de enfermagem em tempos de crise
profissional da enfermagem de mão dada com paciente internada, mãos em foco

Vocação dos profissionais de enfermagem em tempos de crise

Esse conteúdo é exclusivo para
usuários do Portal PEBMED.

Tenha acesso ilimitado a todos os artigos, quizzes e casos clínicos do Portal PEBMED.

Faça seu login ou inscreva-se gratuitamente!

Uma salva de palmas para os profissionais de saúde. Um caloroso afago para intensão de sair todos os dias de casa, aconteceu nos últimos dias frente a crise mundial da pandemia da coronavírus no Brasil. Profissionais de saúde foram ovacionados nas ruas de várias cidades da nação. As pessoas, de suas residências ou através das redes sociais, puderam mostrar respeito aos profissionais de saúde, por uma incansável assistência a sociedade que não começa em tempos de crise, mas está presente de forma ininterrupta para a sociedade.

A sociedade vem passando por muitas modificações. O desenvolvimento da ciência e da tecnologia, as modificações do mercado de trabalho e crises nos setores econômicos e agora o mundo encara uma grandiosa pandemia que afeta todos os setores, classes sociais e países, sendo desenvolvidos ou não. O atual cenário do mundo faz as pessoas pensarem necessariamente sobre o que querem ser, qual profissão devem escolher e, se já fizeram essas escolhas, refletirem se estão nos locais certos.

Enfermagem em tempos de crise

A enfermagem é uma profissão que socialmente vem passando uma grandes transformações sociais. Sua necessidade é uma realidade para sociedade, uma vez que o aumento populacional e as graves doenças que afligem o mundo lotam os hospitais e geram maior necessidade de prevenção no impedimento e redução do adoecimento.

Mesmo em tempos de crise a profissão necessita de luta no reconhecimento de suas ações e para que haja valorização profissional.

Há tempos, profissionais de enfermagem vem sofrendo com baixos salários, carga horária excessiva, más condições de trabalho e pouco reconhecimento profissional. Indubitavelmente essas condições afetam a classe profissional negativamente, provocando grande evasão profissional e estudantes a repensarem a profissão. Mas então o que nos faz permanecer nesta profissão que possui um grande enfrentamento social?

Ser enfermeiro é uma missão para além de uma profissão. É diariamente profissionalizar o que entendemos como humano. É olhar pelo outro em contraposição da dor e da morte. Torna-se por sua função ininterrupta, principal profissão da área médica, afinal, sem ela não seria possível o funcionamento dos espaços de cuidado. Na verdade, a enfermagem é luz do cuidado. Não é apenas uma profissão mais um lugar, onde se recorre quando se possui necessidades, onde necessidades são vistas anterior a percepção.

Leia também: Como realizar atendimento domiciliar durante a pandemia de coronavírus?

Muitas são as habilidades que um profissional de enfermagem deve possui. No mundo contemporâneo, onde máquinas ameaçam várias profissões, a enfermagem se estabelece, uma vez que o mundo, não poderá substituir o que é humano e não pode ser uma prática de repetição. O profissional de enfermagem é aquele que nunca promove a mesma prática, mesmo que os procedimentos pareçam o mesmo, a pessoa que recebe os cuidados é diferente, o que provoca a necessidade da constituição de práticas singulares em todo o momento.

Não é um lugar, onde os profissionais precisam deixar suas vidas pessoais, mas em momentos de crise, como vivemos atualmente, esses profissionais se colocam em risco, as vezes deixam de passar dias com seus familiares e passam horas cuidado de outras pessoas que não são os seus entes queridos. Mas isso não ocorre apenas pelos salários, pelas “ótimas condições”, acontece por uma vocação que vai além de problemas que aqui podem ser listados.

A pessoa que escolhe ser profissional de enfermagem, desenvolve atributos e um olhar para outro, que vai além das adversidades. Compreendo que a sensibilidade ao outro pode ser desenvolvido nas instituições de ensino da enfermagem e não é uma condição inata. No entanto, na gênesis da intensão de ser enfermeiro, acontece a percepção do quê é possível ser no mundo e além disso, sobre o quê conseguimos fazer durante a vida. Escolher cuidar, dentre tantas coisas existentes no mundo, é uma proposição que para tal já é necessário escolher.

Algumas profissões nos levam a um sentimento especial de contribuição social e humana. O trabalho dos profissionais de enfermagem é quase anônimo, em tempos de crise, muitas vezes se valoriza e mais se fala na figura do médico, que o profissional da saúde com maior reconhecimento entre todos os outros. No entanto, são nos profissionais de enfermagem que é depositada a maior carga de trabalho dentre todos os outros. São os responsáveis diretos pelas pessoas, materiais, pelas medicações e sua administração, pela vigília do estado de saúde, são os olhos e os ouvidos das possibilidades.

Mais do autor: Saúde mental de profissionais de enfermagem na pandemia de coronavírus

Essas possibilidades sendo negativas ou positivas necessitam passar pelos profissionais de enfermagem. Não é à toa que temos a lâmpada como nosso símbolo. A equipe de enfermagem é luz em meio da escuridão, leva notícias, cuidado, afeto, esperança e intervenção qualificada na assistência a pessoas com problemas de saúde. São profissionais que não podem se descuidar em suas proposições, pois qualquer erro pode ser fatal. É uma profissão que exige conhecimentos diversos para aplicabilidade diversa.

Há a vocação ligada a um desígnio dá sentido a uma proposição. É importante compreender a diferença de desígnio para destino, que as pessoas as vezes atribuem a dada constituição de uma personalidade profissional. O Desígnio, dar sentido e direção à vida. É a proposição de significado. Difere de destino eu se refere ao futuro, enquanto o desígnio se relaciona com o impacto do autor das decisões tomadas no presente. O desígnio de ser enfermeiro, é por si só, a junção entre a vocação e a capacitação necessária para oficiar uma profissão de tamanha responsabilidade.

Considerando que vocação é um termo derivado do verbo latim “vocare”, que significa chamar. O quê atrai as pessoas por tanto, o quê chama é a beleza dessa profissão que eleva a pessoa na maior de suas condições humanas, balizada pelo cuidado. Este é repreensivamente o alicerce de discussão da importância da enfermagem. Porque para nós humanos é essencial para a vida. Dessa forma, faz os profissionais de enfermagem possuírem uma importância que se encontra no topo da sociedade, infelizmente apenas percebida em tempos de crise.

Baixe o Nursebook e tenha na palma da sua mão tudo sobre tomada de decisão na enfermagem!

Autor:

Um comentário

  1. Avatar
    Edilce Gonçalves

    Excelente artigo. Parabéns.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×

Adicione o Portal PEBMED à tela inicial do seu celular: Clique em Salvar na Home Salvar na Home e "adicionar à tela de início".

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.