Você sabe qual é a relação entre depilação da região pubiana e risco de DST? - PEBMED

Você sabe qual é a relação entre depilação da região pubiana e risco de DST?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Doenças sexualmente transmissíveis (DST) são as infecções mais comuns entre os adultos. Pesquisas pequenas têm demonstrado uma associação entre depilação da região pubiana e a DST. Agora, um novo estudo transversal em maior escala publicado na Sexually Transmitted Infections examinou esta relação.

Através de um questionário, aproximadamente 8 mil adultos (idades entre 18 e 65 anos) residentes nos EUA relataram seus hábitos de higiene íntima e histórico de DST. Entre os participantes, 75% relataram ter feito depilação em algum momento da vida, 5% tiveram DSTs cutâneas (HPV, herpes, sífilis ou molusco contagioso) e 7% DSTs secretoras (clamídia, gonorreia ou HIV).

Após o ajuste multivariável, os indivíduos que se depilaram tinham significativamente mais probabilidade de terem DST cutânea (OR = 2,6) e secretora (OR = 1,7). O aumento foi maior para os “extremos” (pessoas que depilaram todos os pelos pubianos pelo menos 11 vezes/ano) do que para os de “alta freqüência” (diariamente ou semanalmente) e “baixa freqüência” – este também foi associado com piolhos púbicos.

Veja também: ‘Shigelose MDR: Uma DST emergente (Conduta médica em Infectologia)’

Nesta amostra, a depilação dos pelos púbicos foi positivamente relacionada com história de DST. Entre os mecanismos potenciais, os autores do estudo sugerem que a depilação pode causar pequenos danos na pele, aumentando o risco de DST.

Os pesquisadores ressaltam que mais investigações são necessárias para obter uma visão mais clara sobre as estratégias a serem tomadas para redução do risco.

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

Referências:

  • Sex Transm Infect doi:10.1136/sextrans-2016-052687

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar