Você sabe qual é a doença que mais mata no mundo?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Pesquisadores britânicos e americanos analisaram dados entre 1990 até 2013 em 183 países para responder a pergunta “Qual é a doença que mais mata no mundo?”. Eles descobriram que a hepatite viral se tornou a principal causa de morte e incapacitação do mundo, e tira pelo menos a mesma quantidade de vidas que tuberculose, HIV ou malária.

No estudo, os cientistas descobriram que o número de mortes por infecção aguda, cirrose e doença hepática, causadas por hepatite viral, subiu de 890.000 em 1990 para 1,45 milhões em 2013 – um aumento global de 63%.

Veja também: ‘Urgente! Tratamento para hepatite C pode causar recorrência de hepatite B’

Essa descoberta coloca a hepatite viral a frente de outras doenças infecciosas como AIDS (1.3 milhões de pessoas), tuberculose (1.4 milhões) e malária (855 mil). A equipe também descobriu que as mortes por hepatite viral foram maiores nos países desenvolvidos e que a carga global da doença está agora mais dividida entre nações ricas e pobres.

E mais: ‘HIV / SIDA em Foco: Novidades no tratamento da infecção’

A análise revela que a maioria das mortes de hepatite viral ocorreu no Leste da Ásia, e que os tipos B e C foram responsáveis pela maioria delas. Especula-se que isso ocorra porque os tipos B e C causam infecções a longo prazo com pouco sintomas imediatos. Por isso, os pacientes só descobrem a doença quando algum sintoma mais grave surge, como danos hepáticos ou câncer. Além disso, a maior parte da população mundial não é vacinada contra hepatite B, e ainda não existe uma vacina contra o tipo C.

‘Pacientes consideram algumas condições piores que a morte’

Em um estudo sobre qualidade de vida, uma pequena maioria de pacientes hospitalizados com doenças graves avaliaram algumas condições como sendo “piores que a morte”. Entre as apontadas estão dependência de um tubo de alimentação, confinamento à cama, demência e necessidade de cuidados 24 horas por dia. Veja mais aqui.

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique Aqui!

Referências:

  • https://www.medicalnewstoday.com/articles/311505.php
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar