Pediatria

WCPGHAN 2021: doença de Ménétrier como causa rara de hipoalbuminemia em crianças

Tempo de leitura: 2 min.

A doença de Ménétrier (DM), também conhecida como gastroenteropatia hipertrófica, é caracterizada pela hipertrofia das pregas presentes no fundo e no corpo gástrico, associada a uma hipersecreção da mucosa, resultando em uma gastroenteropatia perdedora de proteína. É uma doença muito rara em crianças, com poucas descrições em literatura até então.

Pesquisadores da Universidade de Mersin, na Turquia, relataram um caso e o apresentaram no 6th World Congress of Pediatric Gastroenterology, Hepatology and Nutrition 2021 (WCPGHAN 2021).

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas
Cadastrar Login

Doença de Ménétrier

O relato foi de uma criança de cinco anos de idade, previamente hígida, com história de ter iniciado um quadro de vômitos e dor abdominal três dias antes da admissão, apresentando apenas edema periorbital bilateral, sem mais achados ao exame físico. Os exames laboratoriais evidenciaram hipogamaglobulinemia e uma albumina sérica de 1,78 mg/dL, sem qualquer alteração hepática ou evidência de perda proteica pelo trato urinário.

Leia também: Gastroparesia em crianças: como conduzir?

Asuman Karhan et al. reforçaram que os achados endoscópicos encontrados (- presença de hipertrofia da mucosa gástrica e regiões com intensa hiperemia e erosão) eram compatíveis com DM. Os achados microscópicos incluíram a hiperplasia da mucosa, associada a um intenso processo inflamatório, com presença de linfócitos, neutrófilos e eosinófilos.

Discussão e conclusão

Os dados sobre a DM na população pediátrica são limitados, mas sabe-se que há uma forte relação com infecções virais, como citomegalovírus (CMV) e herpes-vírus simples (HSV) com maior envolvimento do corpo e antro gástrico.

Esse trabalho nos faz lembrar da importância dos diagnósticos diferenciais de hipoalbuminemia em pediatria, lembrando sempre que o TGI pode ser um sítio de perda proteica, sendo indispensável a sua avaliação para investigação etiológica e elucidação diagnóstica.

Mais do autor: Covid-19: Quais as recomendações para endoscopia digestiva alta e baixa em crianças?

Autor:

Referência bibliográfica:

Compartilhar
Publicado por
Jôbert Neves

Posts recentes

Qual é a resposta sorológica à vacina da Pfizer em pacientes em hemodiálise?

Trabalho publicado no JAMA estudou a imunogenicidade da vacina da Pfizer em pacientes que fazem…

2 horas atrás

Ministério da Saúde volta a liberar vacinação de adolescentes contra a Covid-19

O Ministério da Saúde voltou a recomendar a vacinação de adolescentes de 12 a 17…

3 horas atrás

Sleeve vs bypass em pacientes com doença do refluxo gastroesofágico

Estudo realizou uma análise da real influência da doença do refluxo gastroesofágico (DRGE), nos pacientes…

5 horas atrás

Estudo não encontrou diferença entre CNAF e CPAP na prevenção da DBP

A displasia broncopulmonar (DBP) é uma doença pulmonar crônica que resulta de um desequilíbrio no…

6 horas atrás

Atrofia social na pandemia

A atrofia social é causada pela regressão da habilidade de convívio, podendo causar uma inabilidade…

7 horas atrás

3 doenças com mais risco na pediatria

Você sabe quais são elas? Neste post do blog, abordamos três. Acesse e saiba os…

21 horas atrás