Página Principal > Psiquiatria > 1/4 das meninas apresenta sinais de depressão aos 14 anos
depressão mulheres

1/4 das meninas apresenta sinais de depressão aos 14 anos

Quase 25% de meninas e 10% de meninos sofrem de depressão aos 14 anos de idade, sugere uma análise feita pela University of Liverpool e pela University College London, com base no Millennium Cohort Study.

Para o estudo, publicado no National Children’s Bureau, pesquisadores analisaram toda a base do Millennium Cohort Study, com mais de 10 mil crianças nascidas em 2000 e 2001, com o objetivo de reunir informações sobre sintomas de depressão.

Nas idades 3, 5, 7, 11 e 14, o relato sobre a saúde mental foi feito pelos pais de cada participante. Aos 14 anos, as próprias crianças também responderam questionários sobre sintomas depressivos. A conclusão foi de que 24% das meninas e 9% dos meninos sofriam de depressão.

Veja também: ‘Atividade física na idade escolar reduz o risco de depressão’

Os problemas comportamentais, como desobediência, brigas e a rebeldia diminuíram desde a infância até aos 5 anos de idade, mas aumentaram até os 14 anos. Meninos foram mais propensos a terem problemas de comportamento durante a infância e adolescência precoce.

Outro dado importante da pesquisa foi que, aos 14 anos, os relatos de problemas emocionais feito pelas crianças foram diferentes dos pais. Para os autores, esse achado enfatiza a importância de considerar os pontos de vista dos jovens sobre sua própria saúde mental no momento do diagnóstico.

A pesquisa também investigou a relação entre os sintomas depressivos e a renda familiar. Em geral, jovens de 14 anos de famílias mais estruturadas e com maior renda apresentaram menor probabilidade de ter altos níveis de sintomas depressivos em comparação com seus pares de lares mais pobres.

Você sabia? ‘Brasil tem a maior taxa de depressão da América Latina’

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.