A presença paterna na prevenção do uso de bebidas alcoólicas e depressão na gestação - PEBMED

A presença paterna na prevenção do uso de bebidas alcoólicas e depressão na gestação

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Hoje, mesmo com acesso facilitado à informação, a incidência de mulheres que ingerem bebidas alcoólicas durante a gestação é de 10% (POPOVA et al, 2017). Esse fator está correlacionado com nossa cultura de glamourização da ingestão de bebida alcoólica.

Segundo Maristela Monteiro (2020), assessora sobre abuso de substâncias e álcool da Organização Mundial da Saúde (OMS), o desenvolvimento econômico e a globalização são causadores diretos da tendência gritante ao abuso do álcool. Essa cultura é real e para combater, além de disseminar informação, é necessário colocar a saúde da população brasileira acima de interesses comerciais.

bebidas alcoólicas na gestação 

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas

Consequências do uso de bebidas alcoólicas na gestação

Os riscos de ingerir álcool durante a gestação são de comprometimento físico, mental, cognitivo e/ou comportamental do feto. Sendo que uma porcentagem desses bebês pode desenvolver a síndrome alcoólica fetal clássica, que traz consequências gravíssimas ao feto no seu desenvolvimento após o nascimento. Segundo Svetlana Popova (2017),15 a cada 10 mil bebês apresentam algum tipo de deficiência em consequência da ingestão de bebida alcoólica durante a gravidez.

Estudo sobre a importância do pai na gestação

O artigo que trago hoje para discussão, correlaciona o apoio e a participação do parceiro em relação a ingestão de bebida alcoólica e depressão desenvolvidos pela gestante. 

Foi publicado em março de 2021 na revista “The Research Society on Alcoholism”, nos mostrando a importância da participação paterna durante a gestação. O estudo envolveu 246 gestantes, as quais foram acompanhadas durante os três trimestres da gestação, e responderam questionários para poderem nos mostrar sobre o uso de bebidas alcoólicas, sintomas depressivos e apoio do parceiro. Como esperado, existe uma grande influência do parceiro na estabilidade emocional da paciente e hábitos saudáveis para gestante e feto.

Além disso, os resultados do estudo também mostraram que a ingestão de álcool está significativamente ligada ao desenvolvimento mental e psicomotor infantil prejudicado. Já os sintomas depressivos maternos não mostraram atraso no desenvolvimento dos bebês, algo que também precisa ser difundido, afinal muitas mães se culpam ao pensar que prejudicam seus filhos por terem sintomas depressivos.

Leia também: Exposição pré-natal ao álcool e efeitos adversos nos filhos

Conclusão

Concluo o artigo deixando um alerta para todos os profissionais de saúde que prestam assistência a gestantes e famílias. Além de difundir conhecimento, é nosso dever acolher essas famílias para conseguirmos melhorar esses dados relatados por mim hoje.

Autora:

Referências bibliográficas:

  • Kautz-Turnbull C, et al; Collaborative Initiative on Fetal Alcohol Spectrum Disorders (CIFASD). Partner influence as a factor in maternal alcohol consumption and depressive symptoms, and maternal effects on infant neurodevelopmental outcomes. Alcohol Clin Exp Res. 2021 May 17. doi: 10.1111/acer.14612. Epub ahead of print. PMID: 33999430.
  • Popova S, et al. Estimation of national, regional, and global prevalence of alcohol use during pregnancy and fetal alcohol syndrome: a systematic review and meta-analysis. Lancet Glob Health. 2017 Mar;5(3):e290-e299. doi: 10.1016/S2214-109X(17)30021-9. Epub 2017 Jan 13. Erratum in: Lancet Glob Health. 2017 Mar;5(3):e276. PMID: 28089487.
  • Monteiro, Maristela Goldnadel. A iniciativa SAFER da Organização Mundial da Saúde e os desafios no Brasil para a redução do consumo nocivo de bebidas alcoólicas. Epidemiologia e Serviços de Saúde [online]. 2020, v. 29, n. 1 [Acessado 18 Junho 2021] , e2020000. Disponível em: <https://doi.org/10.5123/S1679-49742020000100011>. Epub 09 Mar 2020.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar