Leia mais:
Leia mais:
A qualidade da redução da sindesmose nas fraturas do tornozelo influencia no resultado funciona a curto prazo?
Crianças e adolescentes não sofrem lesões ligamentares do tornozelo?
Características e prognóstico precoce de pacientes com Covid-19 e fraturas

A qualidade da redução da sindesmose nas fraturas do tornozelo influencia no resultado funciona a curto prazo?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Cerca de 20% das fraturas do tornozelo apresentam lesão da sindesmose tibiofibular. Um dos princípios do tratamento destas fraturas é promover a redução anatômica da sindesmose. Algumas técnicas radiográficas têm sido propostas para avaliar a redução conseguida com a cirurgia. A boa redução parece se relacionar com o resultado funcional nestas fraturas.

sindesmose

Estudo

Um estudo foi publicado em setembro de 2021 na revista Injury com o objetivo de analisar a qualidade da redução da sindesmose do tornozelo utilizando tomografia computadorizada (TC) assim como seu impacto no resultado funcional precoce.

Trata-se de um estudo prospectivo do tipo coorte incluindo pacientes com mais de 17 anos apresentando fratura do maléolo lateral e medial com ruptura da sindesmose. Foram excluídos casos envolvendo fratura exposta, lesões associadas, cirurgia adiada por mais de 24 horas, fratura do maléolo posterior adicional, pontuação ASA ≥ 3, complicação que exigiu cirurgia de revisão, desvio articular ≥ 2 mm.

Estudos tomográficos do tornozelo operado foram comparados ao do lado contralateral através de imagens obtidas 2-4 dias após a cirurgia inicial. No seguimento final, um ano após a cirurgia, para todos os pacientes que completaram o estudo, o desfecho foi avaliado utilizando o questionário AOFAS (American Ortho- pedic Foot and Ankle Score) e a escala EVA (Escala Visual Analógica para dor).

Dos 41 pacientes, 34 participantes completaram o acompanhamento. Houve predomínio do sexo masculino (20 pacientes – 58,82%) e a média de idade foi de 48,46 ± 16,1 anos. Utilizando a classificação AO/Weber, 22 pacientes (64,71%) sofreram fratura tipo B (transidensmal), enquanto em 12 pacientes (35,29%) a fratura era do tipo C (suprasindesmal). A redução foi classificada como anatômica em 26 pacientes (76,50%), enquanto em oito pacientes (23,50%) a redução da sindesmose foi não anatômica. Nos 26 pacientes em que a redução foi anatômica, 17 (65,39%) eram do sexo masculino e houve 18 (66,67%) fraturas do tipo B. Nos pacientes com redução não anatômica, três pacientes (37,5%) eram do sexo masculino e houve igual número de tipo B e Fraturas C. A análise estatística mostrou escores significativamente favoráveis ​​tanto para o escore AOFAS quanto para a escala EVA para os pacientes com redução anatômica.

Leia também: Crianças e adolescentes não sofrem lesões ligamentares do tornozelo?

Considerações

A análise funcional mostrou uma forte associação entre a qualidade da redução observada na TC com o escore AOFAS e com a escala EVA. Novos estudos são desejáveis ​​para fornecer mais evidências em relação aos achados deste estudo.

Autor:

Referências bibliográficas:

  • Kaftandziev I, Bakota B, Trpeski S, Arsovski O, Spasov M, Cretnik A. The effect of the ankle syndesmosis reduction quality on the short-term functional outcome following ankle fractures. Injury. 2021 Sep. doi10.1016/j.injury.2021.04.047

 

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.