Página Principal > Cardiologia > Ablação da FA reduz mortalidade em pacientes com ICFER
animação de um coracao humano

Ablação da FA reduz mortalidade em pacientes com ICFER

Tempo de leitura: 2 minutos.

Em estudo apresentado no congresso 2017 da European Society of Cardiology, ablação da fibrilação atrial (FA) em pacientes com insuficiência cardíaca com fração de ejeção reduzida (ICFER) proporcionou alívio nos sintomas e reduziu mortalidade e hospitalização.

Os achados são do estudo Catheter Ablation versus Conventional Treatment in Patients with Left Ventricular Dysfunction and Atrial Fibrillation (CASTLE-AF), iniciado em 2008, que comparou a ablação e a terapia farmacológica para pacientes com insuficiência cardíaca (IC) e FA persistentes, medindo os desfechos primários de mortalidade e internação por agravamento da IC.

Os participantes (média de idade de 64 anos) foram randomizados para tratamento convencional de acordo com as diretrizes atuais para FA na IC (n = 184) ou para ablação por cateter usando isolamento das veias pulmonares (n = 179). Eles foram acompanhados aos 3, 6, 12, 24, 36, 48 e 60 meses.

Aos 5 anos, a ablação levou a uma melhora significativa no desfecho final composto de mortalidade por todas as causas e agravamento da IC, com uma redução relativa do risco de 38%. Além disso, os pesquisadores observaram um aumento de 8% na fração de ejeção versus nenhum no grupo de tratamento convencional.

No entanto, mais eventos adversos graves foram registrados nos indivíduos que receberam ablação:

– derrame pericárdico: 3 no grupo de ablação versus 0 com tratamento convencional
– sangramento agudo grave: 3 no grupo de ablação versus 0 com tratamento convencional
– acidente vascular cerebral ou ataque isquêmico transitório: 7 no grupo de ablação versus 12 com tratamento convencional
– estenose da veia pulmonar: 1 no grupo de ablação versus 0 com tratamento convencional
– pneumonia: 3 no grupo de ablação versus 1 com tratamento convencional
– infecção na virilha: 1 no grupo de ablação versus 0 com tratamento convencional
– piora da IC: 1 no grupo de ablação versus 0 com tratamento convencional

Veja também: ‘Fibrilação atrial: quando devemos anticoagular?’

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências:

  • CASTLE-AF: Ablation Reduces Mortality in LV Dysfunction, AF – Medscape – Aug 29, 2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.