Página Principal > Reumatologia > Alopurinol previne doença renal crônica grave em pacientes com gota
gota

Alopurinol previne doença renal crônica grave em pacientes com gota

Tempo de leitura: 2 minutos.

A gota é uma inflamação que acomete as articulações, principalmente dos membros inferiores e dos pés, e é provocada pela hiperuricemia (excesso de ácido úrico no sangue). As manifestações clínicas da gota mais comuns são dor, inchaço e vermelhidão. Entre os fatores de risco estão idade avançada, obesidade, hipertensão arterial, hiperlipidemia, doença isquêmica do coração, diabetes mellitus, doença renal crônica, fatores dietéticos, álcool e medicamentos que alteram o balanço do ácido úrico.

Alopurinol x gota

O alopurinol é um dos medicamentos mais usados no tratamento da gota, pois age no controle dos níveis de ácido úrico no organismo. Estudos recentes atestaram a segurança do fármaco em doses altas e não detectaram efeitos negativos na função renal. Uma nova pesquisa publicada em outubro de 2018 na revista Jama Internal Medicine investigou a relação do uso do alopurinol com o risco de desenvolvimento de doença renal crônica no estágio 3 ou maior.

Leia mais: Dieta DASH, dieta ocidental e risco de gota

O estudo prospectivo de coorte analisou dados de 9520 pacientes, com idade entre 18 a 89 anos (média de 57 anos), recém diagnosticados com gota; destes, 7946 eram homens e 1574 mulheres.  O levantamento levou em consideração participantes sem doença renal crônica no estágio 3 ou maior, ou que não recebiam terapia de controle úrico antes do diagnóstico da doença. Os indivíduos foram designados aleatoriamente em dois grupos na razão de 1:1; o primeiro grupo (n=4760) recebeu alopurinol em dose diária de ≥300 mg, o segundo (n=4760) não foi medicado com o fármaco. O tempo de follow up durou em média cinco anos.

Resultados

O uso de alopurinol foi associado ao menor risco de desenvolvimento de doença renal crônica no estágio 3, mesmo em pacientes com a doença no estágio 2, em comparação com os pacientes que não receberam a medicação. (Hazard ratio 0,087; IC 95% [0,77-0,97]). Contudo, o alopurinol em doses menores do que 300 mg ao dia não demonstrou influência na função renal (HR, 1,00; IC 95% [0,91-1,09]).

Tenha em mãos informações objetivas e rápidas sobre práticas médicas. Baixe o Whitebook

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.