Página Principal > Gastroenterologia > Antibiótico Eravaciclina é aprovado pela FDA para tratar infecções intra-abdominais
Eravacycline

Antibiótico Eravaciclina é aprovado pela FDA para tratar infecções intra-abdominais

Tempo de leitura: 2 minutos.

A Food and Drug Administration (FDA) aprovou em agosto o uso do antibiótico Eravaciclina (Xerava) no tratamento de infecções intra-abdominais complicadas em pessoas maiores de 18 anos. Conforme noticiamos no ano passado, o fármaco estava em fase final de testes e apresentou eficácia comprovada similar à do Ertapenem.

O medicamento é injetável, sintético da fluorociclina e pertence ao grupo de antibióticos tetraciclina. O antibiótico age no combate às principais bactérias gram-negativas, gram-positivas e facultativas, a maioria destas apresenta resistência aos antibióticos cefalosporina, fluoroquinolona, inibidores de β-lactamase, entre outros. Nos testes clínicos, o fármaco foi bem tolerado pelo organismo e apresentou alto grau de cura em indivíduos com infecções intra-abdominais complicadas.

Leia mais: Infecções intra-abdominais pós-operatórias: tempo de antibiótico pode ser mais curto

Método

Os testes finais realizados em pacientes diagnosticados com infecções intra-abdominais complicadas contaram com a participação de 541 voluntários; destes, 270 (praticamente a metade) foram medicados com Eravaciclina (1 mg/kg a cada 12 horas por via venosa), enquanto o restante (271) recebeu 1g de Ertapenem, também por via venosa, a cada 24h.

Resultados

O índice de cura atingiu 87% no grupo testado com Eravaciclina e no outro que recebeu Ertapenem a taxa global de cura foi de 89%, mostrando que o fármaco aprovado pela FDA possui amplo espectro de atividade antimicrobiana. A diferença da cura clínica entre os dois grupos foi de -0,80% (95% IC, −7.1% até 5.5%).

Ainda não há previsão de quando a Eravaciclina chegará ao mercado e nem o valor, mas espera-se que o fabricante disponibilize o medicamento até o fim do ano.

É médico e também quer ser colunista do Portal da PEBMED? Inscreva-se aqui!

Referências:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.