Página Principal > Whitebook > Apresentação clínica da apneia obstrutiva do sono
criança vista de cima dormindo na cama

Apresentação clínica da apneia obstrutiva do sono

Essa semana, no Portal da PEBMED, falamos sobre a relação entre a fibrilação atrial e apneia do sono. Por isso, em nossa publicação semanal de conteúdos compartilhados do Whitebook Clinical Decision, falaremos sobre a apresentação clínica e diagnóstico da apneia obstrutiva do sono.

Veja as melhores condutas no Whitebook Clinical Decision!

Este conteúdo deve ser utilizado com cautela, e serve como base de consulta. Este conteúdo é destinado a profissionais de saúde. Pessoas que não estejam neste grupo não devem utilizar este conteúdo.

Apresentação Clínica

Anamnese

Quadro clínico:

A principal queixa do paciente costuma ser a sonolência diurna excessiva. Ele pode usar outros termos, como fadiga, cansaço e perda de energia. Deve-se questionar sobre comportamentos para evitar o sono durante o dia (exemplo: consumo de cafeína). Seus parceiros relatam ronco, gasping e/ou períodos de apneia enquanto o paciente dorme.

Alguns pacientes referem cefaleia ao amanhecer. A dor é tipicamente bifrontal e em aperto, sem sintomas associados (exemplos: náuseas, fotofobia, fonofobia), ocorrendo diariamente ou na maioria dos dias e podendo durar horas.

Outros sintomas incluem: boca e garganta secas ao acordar, mau humor, falta de concentração, prejuízo na memória, noctúria, redução da libido e impotência.

Marcadores de gravidade:

• Hipertensão arterial sistêmica;

• Doença cardiovascular;

• Doença cerebrovascular;

• Nefropatia;

• Diabetes mellitus tipo 2;

• Depressão.

Fatores de risco:

• Obesidade;

• Sexo masculino;

• Idade avançada;

• Pescoço largo;

• Condições que podem estreitar as vias aéreas superiores (exemplos: retrognatia, micrognatia, macroglossia, hipertrofia tonsilar, úvula alongada ou alargada, palato muito arqueado, desvio de septo nasal e pólipos nasais);

• Tabagismo;

• Congestão nasal;

• Menopausa;

• História familiar positiva.

Exame Físico

  • Tipicamente normal, exceto por obesidade (IMC > 30 kg/m2) e disfunção da musculatura da via aérea superior.
  • A classificação de Mallampati costuma ser usada para mensurar o estreitamento das vias aéreas, sendo as classes 3 e 4 consideradas positivas para tal estreitamento.

Abordagem Diagnóstica

O diagnóstico deve ser considerado em qualquer paciente com sintomas como sonolência diurna excessiva, ronco e sufocamento ou gasping durante o sono, principalmente na presença de fatores de risco.

Exames de rotina:

  • Polissonografia.

Critérios Diagnósticos:

  • Pelo menos, um dos seguintes critérios:

A. Cinco ou mais eventos respiratórios obstrutivos (exemplos: apneia, hipopneia) por hora de sono em paciente com um ou mais dos seguintes achados:

• Sonolência, sono não reparador, fadiga ou sintomas de insônia;

• Despertar por apneia, gasping ou sufocamento;

• Ronco e/ou apneia notados por terceiros;

• Hipertensão, distúrbios do humor, déficit cognitivo, coronariopatia, doença cerebrovascular, insuficiência cardíaca congestiva, fibrilação atrial ou diabetes mellitus tipo 2.

B. Quinze ou mais eventos respiratórios obstrutivos por hora de sono, independente da presença de sintomas associados ou comorbidades.

Este conteúdo foi desenvolvido por médicos, com objetivo de orientar médicos, estudantes de medicina e profissionais de saúde em seu dia-a-dia profissional. Ele não deve ser utilizado por pessoas que não estejam nestes grupos citados, bem como suas condutas servem como orientações para tomadas de decisão por escolha médica. Para saber mais, recomendamos a leitura dos termos de uso dos nossos produtos.

Um comentário

  1. jsaac samuel benchimol

    causas bem definidas. otima orientação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.