Associação Médica Brasileira divulga carta aberta pedindo vacinas, isolamento e combate às fake news - PEBMED

Associação Médica Brasileira divulga carta aberta pedindo vacinas, isolamento e combate às fake news

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

A Associação Médica Brasileira (AMB) divulgou uma carta aberta pedindo vacinas, isolamento e uso de máscaras para combater a pandemia da Covid-19. O documento, assinado por todas as 54 associações e sociedades de especialidades médicas brasileiras, também condena informações falsas e desencontradas.

“Desmentir fake news e reforçar a relevância das regras de prevenção devem ser tarefas diárias. Assim também salvamos vidas”, diz um dos trechos do texto.

Os médicos alertam que “a solução para a pandemia não está nas mãos de mais de meio milhão de médicos do Brasil. Será resultado das atitudes responsáveis e solidárias de cada um dos cidadãos do país e das autoridades públicas responsáveis por implantar as medidas efetivas que se fazem necessárias para mitigar a enorme dor e sofrimento da população brasileira”.

Leia também: Nova recomendação do ACOG sobre as vacinas contra Covid-19 em gestantes

médicos da associação médica brasileira

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas

Os médicos reforçam medidas de combate à pandemia

Segundo a carta divulgada pela AMB, a vacinação em massa, para todas as pessoas, é a medida ideal para controlar a velocidade de propagação do vírus. “Entretanto, é impossível afirmar, nesse instante, em que momento isso ocorrerá”, diz outro trecho do documento.

“A conscientização e a atitude cidadã devem prevalecer sobre quaisquer outros aspectos e as regras preventivas seguidas à risca: o uso correto de máscara, o distanciamento social, evitar aglomerações, manter o ambiente bem ventilado e higienizando, ficar em isolamento respiratório assim que houver suspeita de Covid-19 e higienizar frequentemente as mãos, com água e sabão ou álcool gel a 70%”, pontuam os autores.

Vacinas já

Os médicos pedem que a população se una em torno das vacinas e destacam a necessidade de previsões exatas sobre a chegada das doses.

“Vacinas já. Essa é a ideia que deve unir e reunir todos os brasileiros, em um só coro, de mãos dadas. Juntos, precisamos trabalhar urgentemente pela revisão de caminhos e prioridades. Precisamos de certezas”, afirmam.

“Não podemos viver de estimativas que não encontrem respaldo na realidade. Precisamos saber exatamente quantas doses de vacinas teremos e quando efetivamente elas serão disponibilizadas para a população. Um vai e vem de informações desencontradas, uma dança de números de eventuais lotes de vacinas que deverão chegar e depois não chegam só leva ao descrédito das autoridades de saúde e a desalento na população. Soluções concretas, e não promessas vazias, é o que precisamos. E já”, escrevem os especialistas.

Criação de Comitê

Na carta ainda foi anunciada a criação de um comitê para monitoramento da Covid-19, que terá “um núcleo executivo formado por médicos com legítima autoridade no campo da prevenção e da atenção aos pacientes acometidos pela doença”.

O objetivo central deste comitê será monitorar a pandemia e as ações dos órgãos responsáveis pela saúde pública, consolidar informações e transmitir orientações de conduta aos cidadãos e médicos.

Veja mais: Mulheres lideram pesquisas sobre vacinas contra Covid-19

“Destacamos, por fim, que o momento torna necessárias comunicações recorrentes com esclarecimentos e orientações à saúde, por mais simples que pareçam. São elas: a vacina, o combate às fake news e a conscientização individual e coletiva para as medidas gerais de prevenção”, termina o documento.

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Autora:

Referências bibliográficas:

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar