Leia mais:
Leia mais:
Novo protocolo de rastreio de clamídia e gonorreia
Atualizado protocolo para prevenção de transmissão vertical de ISTs
Mais de um milhão de novos casos diários de DSTs, segundo dados da OMS
CDC atualiza as diretrizes de tratamento das infecções gonocócicas

Atualizado protocolo para prevenção de transmissão vertical de ISTs

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Gestantes usuárias do SUS poderão contar a ampliação de medidas de prevenção de HIV, sífilis e hepatites virais com a atualização do Protocolo Clínico e de Diretrizes Terapêuticas (PCDT) para prevenção da transmissão vertical de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs).

O protocolo foi atualizado após recomendação da favorável da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec) e contempla duas novas tecnologias: mudanças sobre o esquema terapêutico preferencial de terapia antirretroviral para gestantes com HIV; e a inclusão da testagem universal para rastreio da hepatite C durante o pré-natal.

O documento orienta o manejo para gestantes e parceiros sexuais sobre possíveis IST que podem ser transmitidas da mãe para o filho durante a gestação.

Leia também: Emergência e ressurgimento de infecções sexualmente transmissíveis

Os protocolos clínicos estabelecem ainda novos critérios para o diagnóstico de uma enfermidade ou agravo à saúde; o tratamento preconizado, com os medicamentos e demais produtos apropriados; as posologias recomendadas; os mecanismos de controle clínico; e o acompanhamento e a verificação dos resultados terapêuticos a serem seguidos pelos gestores do SUS.

Atualizado protocolo para prevenção de transmissão vertical de ISTs

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas

Ampliação da testagem de hepatite C

A ampliação da testagem de hepatite C em gestantes era recomendada somente para mulheres com fatores de risco como: infecção pelo HIV, histórico de uso de drogas ilícitas, antecedentes de transfusão ou transplante antes de 1993, mulheres submetidas à hemodiálise ou com elevação de enzimas específicas no sangue sem outra causa clínica evidente, além de profissionais de saúde com histórico de acidente com material biológico.

A ampliação da testagem para o primeiro trimestre de gravidez busca intensificar ações para oferta de tratamento e prevenção da transmissão vertical da doença.

Saiba mais: Mais de um milhão de novos casos diários de DSTs, segundo dados da OMS

Evidências mostram que mulheres grávidas diagnosticadas com a enfermidade estão sob maior risco de piores desfechos maternos e neonatais, como diabetes gestacional, pré-eclâmpsia, hemorragia e parto prematuro.

Medicamento antirretroviral

O dolutegravir é um medicamento antirretroviral, que bloqueia a multiplicação do vírus HIV, diminuindo assim significativamente a quantidade do vírus no sangue. Outro ponto positivo é que a terapia reduz o risco de transmissão da enfermidade.

Segundo o Ministério da Saúde, o medicamento não era indicado para gestantes porque alguns estudos sugeriam que seu uso no início da gravidez poderia estar relacionado à formação de defeitos no tubo neural, causando problemas congênitos no cérebro e na coluna dos bebês. Por isso, a indicação para o tratamento de mulheres grávidas ou que pretendiam engravidar era o raltegravir.

A Conitec analisou evidências científicas mais recentes e verificou que, em novos estudos, o risco associado ao uso do remédio é menor que o apresentado inicialmente. O relatório sobre a recomendação inicial da Comissão aponta, inclusive, ser essa a opção terapêutica indicada pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

Para colaborar com as alterações no tratamento ofertado para gestantes que vivem com HIV, o SUS agora oferece o dolutegravir para gestantes, que já é incluso no sistema público para o tratamento de indivíduos vivendo com HIV.

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Autor(a):

Referências bibliográficas:

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar