Aumento dos casos de infecção pelo vírus sincicial respiratório em crianças

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Em comentário publicado no Canadian Medical Association Journal, os pesquisadores Lavoie e colaboradores relatam uma possibilidade de ressurgimento do vírus sincicial respiratório (VSR) em crianças no Canadá, à medida em que as estratégias de prevenção da Covid-19 começam a diminuir. De acordo com os autores, a Austrália e, mais recentemente, os Estados Unidos, viram um ressurgimento de casos de infecção pelo VSR, paralelamente à redução das medidas de distanciamento físico relacionadas à pandemia.

Leia também: Papel do vírus sincicial respiratório nas pneumonias infantis

Desde o início da pandemia, muitos países observaram um desaparecimento quase total de casos de VSR e influenza. No Canadá, houve apenas 239 casos positivos de VSR de 29 de agosto de 2020 a 8 de maio de 2021, em comparação aos 18.860 casos de 25 de agosto de 2019 a 2 de maio de 2020. Isso pode significar que gestantes e bebês tiveram menor exposição e, portanto, os níveis de imunidade pediátrica podem estar baixos, o que pode fazer com que os bebês fiquem menos protegidos do que o normal (as gestantes foram menos propensas a serem expostas ao VSR durante a pandemia e, portanto, menos propensas a aumentar seus anticorpos contra o VSR para níveis normais). Além disso, devido ao aparente desaparecimento do VSR durante a pandemia de Covid-19, diversos programas ambulatoriais reduziram seus atendimentos e até mesmo suspenderam a administração sazonal de palivizumabe, no intuito de se evitar visitas médicas desnecessárias. 

Aumento dos casos de infecção pelo vírus sincicial respiratório em crianças

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas

Ressurgimento

Durante o recente ressurgimento do VSR, a idade mediana das crianças nas quais o teste do VSR foi positivo na Austrália aumentou para 18,4 meses, o que foi maior do que a faixa superior entre 2012 e 2019 (7,3–12,5 meses; p < 0,001). Esses dados sugerem que bebês que não foram expostos ao VSR no primeiro ano não desenvolveram imunidade suficiente, permanecendo suscetíveis no segundo ano. Ademais, segundo o artigo, os médicos das Unidades de Terapia Intensiva Pediátrica (UTIP) australianas relataram um aumento de casos graves e atípicos de VSR nos primeiros quatro meses de 2021 em crianças mais velhas e que evoluíram para ventilação mecânica. Dessa forma, a terapia monoclonal tem sido administrada precocemente na Austrália e a imunoprofilaxia contra VSR foi estendida até que os casos diminuam. Para os pesquisadores, um fenômeno semelhante no Canadá poderia ter exigido mais recursos das UTIP durante o verão de 2021. Nos Estados Unidos, o Centers for Disease Control and Prevention (CDC) divulgou, em 27 de julho, um aumento exponencial dos casos de VSR que vem ocorrendo desde, aproximadamente, 27 de março de 2021. 

Em antecipação a um possível ressurgimento do VSR no Canadá, os pesquisadores sugerem as seguintes medidas: 

  • Como as medidas de distanciamento físico relacionadas à pandemia estão sendo reduzidas, os profissionais de saúde devem continuar a enfatizar as medidas básicas de higiene, como lavagem das mãos. O contato de bebês vulneráveis com pessoas com doenças respiratórias deve ser evitado. Outras medidas de proteção, como amamentar quando possível e evitar a exposição ao fumo passivo, devem ser continuadas e enfatizadas;
  • O teste confirmatório de VSR deve continuar para fornecer dados de vigilância;
  • As UTIP devem antecipar um aumento nos casos graves de VSR;
  • Os programas ambulatoriais devem se preparar para possível administração de imunoprofilaxia fora da sazonalidade para os bebês de maior risco.

Autor(a):

Referências bibliográficas:

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar