Caso clínico: qual a principal alteração apresentada? - PEBMED

Caso clínico: qual a principal alteração apresentada?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Você está de plantão no Pronto Atendimento, às 21h50, e chama o próximo paciente. Um homem de cerca de 60 anos, acompanhado por uma moça bem mais jovem, se levanta quando você pronuncia seu nome completo, da porta do consultório.

Ele se levanta sem esforço e após três ou quatro passos recua e pega uma sacola de plástico com a logo marca de um centro de imagens conhecido da região, que estava ao seu lado numa cadeira vaga. Os dois entram na sala. Ela, passando a mão na testa e puxando a cadeira para o senhor se sentar, diz: “Meu pai vomitou sangue de manhã”.

Na folha de triagem os sinais vitais mostram PA 110/60 mmHg, Fc 75 bpm, Frm 18 irpm, temperatura axilar 36,5 ºC e glicemia capilar de 156 mg/dL.

Você olha profundamente nos olhos do paciente e percebe que trata-se de um homem levemente hipocorado, acianótico e um pouco taquipneico. Ele parece ansioso mas atento. Bem atento. A esclera está ictérica? Ou é apenas palidez?

A filha então continua dizendo “Meu pai tem problema de coração, tem pressão alta e hoje vomitou sangue. Na hora a pressão estava baixa então eu não dei a losartana. Ele é teimoso, não queria vir. Aí eu cheguei do trabalho e o trouxe a força!” Ela olha de lado para ele, enquanto ele desvia o olhar para o chão.

Você continua olhando para aquele senhor, nota que em seu antebraço direito há uma tatuagem de uma águia, azulada e mal delimitada, provavelmente por ter sido feita há algumas décadas. Ele está magro! Sempre foi magro assim? Ao lado da tatuagem há uma equimose.

“Ele fez alguns exames que o médico pediu”. O paciente pega a sacola e tira alguns exames de sangue e uma radiografia de tórax. “O médico disse que o coração dele pode estar grande”. Você olha rapidamente a radiografia mas não percebe aumento de área cardíaca.

Pela primeira vez ele fala algo “Mas eu estou bem. Não vomitei mais…” Você desce os olhos, da tatuagem até as mãos do homem a sua frente, e suas mãos chamam a sua atenção.

caso

Veja outros casos clínicos:

Autor:

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar