Filtrar

Clínica Médica

Sinusite: duração da antibioticoterapia é longa demais?

Sinusite bacteriana é uma das condições mais comumente tratadas com antibióticos. A duração da antibioticoterapia varia entre as diretrizes nacionais e internacionais e, de acordo com um novo estudo publicado no JAMA Internal Medicine, esse tempo é, na maioria dos casos, longo demais.

Abordagem dos olhos vermelhos pelo generalista: como diferenciar os casos?

A abordagem dos olhos vermelhos pelo generalista é sempre um tema de dúvida. Geralmente, surge sem história de traumas e em pacientes previamente hígidos.

TEP no paciente hospitalizado: é possível evitar imagem usando D-dímero e Score de Wells?

Artigo avaliou se seria possível evitar exames de imagem em pacientes com TEP hospitalizados usando D-dímero e Score de Wells.

Reversão da rivaroxabana: podemos usar complexo protrombínico ou ác. tranexâmico?

A rivaroxabana é amplamente utilizada, mas ainda não existe reversão específica para inibidores do fator Xa. Este cenário nos causa um grande incômodo.

Qual a melhor forma de abordar cefaleia medicamentosa?

Pesquisadores dinamarqueses fizeram um estudo que comparava duas maneiras de abordar a cefaleia induzida por medicamentos.

Avaliação e tratamento das úlceras de membros inferiores

Um artigo de revisão publicado no New England no ano passado sobre o assunto é bem didático e orienta o profissional que atende os portadores de úlceras crônicas.

Como fazer uma avaliação cardiovascular – parte 5: síndrome metabólica [podcast]

Por fim, nosso podcast sobre avaliação cardiovascular e prevenção da aterosclerose, fala, hoje, sobre a síndrome metabólica.

Como fazer uma avaliação cardiovascular – parte 4: colesterol [podcast]

No episódio de hoje do nosso podcast, Dr. Ronaldo Gismondi fala sobre o colesterol, tema polêmico que teve muitas mudanças nos últimos anos.

Como fazer uma avaliação cardiovascular – parte 3: hipertensão arterial sistêmica [podcast]

Hoje, Dr. Ronaldo Gismondi fala sobre a hipertensão arterial sistêmica, o principal fator de risco para doenças cardiovasculares.

Imunização em pacientes com câncer: você sabe orientar?

Pacientes oncológicos têm sua imunidade comprometida, o que os torna mais suscetíveis a infecções do que a população em geral, bem como têm resposta menos efetiva aos antimicrobianos.