Pebmed - Notícias e Atualizações em Medicina
Cadastre-se grátis
Home / Clínica Médica / Confira as novidades para diagnóstico e tratamento do coronavírus

Confira as novidades para diagnóstico e tratamento do coronavírus

Esse conteúdo é exclusivo para
usuários do Portal PEBMED.

Tenha acesso ilimitado a todos os artigos, quizzes e casos clínicos do Portal PEBMED.

Faça seu login ou inscreva-se gratuitamente!

Caiu para três o número de casos suspeitos de coronavírus no país, que estão sendo monitorados pelo Ministério da Saúde. Mesmo com nenhum caso confirmado no país, os pesquisadores brasileiros estão concentrando esforços no desenvolvimento de testes específicos para o diagnóstico e tratamento do Covid-19.

Um bom exemplo disso é o novo teste rápido que consegue identificar o vírus em cerca de três horas, projeto liderado pelo virologista Gúbio Soares, do Instituto de Ciências da Saúde da Universidade Federal da Bahia (UFBA), que também foi um dos responsáveis pela identificação do zika vírus.

A técnica é a mesma utilizada na China, Alemanha e Estados Unidos. O equipamento moderno é automatizado, não sendo necessário que os pesquisadores toquem no material, somente manejá-lo com luva e máscara.

“A partir daí, extraímos o material genético do vírus e o levamos para outra máquina. E usamos a secreção da faringe dos pacientes para o exame”, conta Gúbio Soares em entrevista ao portal G1.

cadastro portal

Outra novidade no coronavírus

Uma segunda boa notícia em relação ao coronavíus vem da China. Pesquisadores de Wuhan estão testando duas drogas com resultados positivos em relação ao controle da infecção. Uma delas é um antiviral com mais de 70 anos. A segunda já está sendo testada em humanos e passa ainda por testes contra o ebola.

A cloriquina já conseguiu controlar a nova doença em laboratório, sendo utilizada há mais de 70 anos contra a malária e doenças autoimunes. O medicamento apresenta baixo custo e segurança garantida em humanos, conseguindo atuar no sistema imunológico, aumentando a eficiência contra a infecção.

A segunda substância analisada é o remdesivir, que também se mostrou viável contra o novo coronavírus, sendo já testado em células cultivadas in vitro, roedores e primatas. Agora ele está em fase clínica para o tratamento contra o ebola. O remédio ainda é utilizado em pesquisas contra o vírus Nipah, que causou um surto em 1998 na Malásia, com 105 mortes.

Epidemia do Covid-19

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou emergência de saúde internacional devido à evolução dos casos confirmados e mortes pelo novo coronavírus.

Entretanto, a entidade afirmou nesta terça-feira, dia 13 de fevereiro, que a Covid-19 foi controlada no mundo. Em entrevista coletiva, Mike Ryan, diretor-executivo do programa de emergências de saúde da OMS, disse que não há aumentos dramáticos de transmissão fora da China, além dos casos da embarcação Diamond Princess, que está atracado em quarentena em Yokohama, no Japão.

Veja mais sobre Covid-19:

Atualizações

Até às 14h horas desta terça-feira, 18 de fevereiro, esses eram os números do coronavírus:

– 1,874 mortos, sendo cinco fora da China;
– 72.437 casos confirmados na China;
– 999 casos confirmados em outros 26 países;
– OMS diz que epidemia por Covid-19 está controlada no resto do mundo.

O Egito confirmou o primeiro caso suspeito de Covid-19 nesta sexta-feira, a doença provocada pelo novo coronavírus. Com isso, já são 25 países em cinco continentes com registros suspeitos da doença (excluindo a China). É o primeiro registro na África.

Confira os números do Covid-19 mais atualizados aqui! 

Por enquanto, apesar de um esforço internacional de pesquisas, o Covid-19, o Sars e o Mers ainda não possuem uma vacina disponível.

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Autor:

Referências bibliográficas:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×

Adicione o Portal PEBMED à tela inicial do seu celular: Clique em Salvar na Home Salvar na Home e "adicionar à tela de início".

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.