Colestase intra-hepática da gravidez pode levar a alteração cardíaca fetal

Um estudo analisou a presença de disfunção miocardia fetal em mulheres chilenas com diagnóstico de colestase intra-hepática da gravidez.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar esse conteúdo crie um perfil gratuito no AgendarConsulta.

A colestase intra-hepática da gravidez é a doença hepática mais comum da gestação. Clinicamente se apresenta com prurido generalizado, mais intenso em palma das mãos e planta dos pés e com piora noturna. E laboratorialmente apresenta valores elevados dos sais biliares.

Essa doença está relacionada com desfechos perinatais adversos, como prematuridade, sofrimento fetal e óbito intraútero. Entretanto, até o momento, não há evidências da causa desses óbitos fetais e tão pouco há alterações ultrassonográficas ou dopplervelocimétricas que sugerem a iminência desse desfecho. O que torna difícil o manejo desses casos pelos obstetras.

Entretanto, baseado em alguns estudos, supõe-se que os sais biliares afetam a função cardíaca fetal, iniciando assim um processo que pode culminar com o óbito fetal.

Leia também: Gravidade da febre intraparto e resultados neonatais

colestase

Estudo

Um estudo de coorte publicado em maio de 2022, analisou a presença de disfunção miocardica fetal em mulheres chilenas com diagnóstico de colestase intra-hepática da gravidez. O estudo foi desenvolvido no Department of Obstetricsand Gynecology Hospital Carlos Van Buren (Valparaíso,Chile) de 2015 a 2020.

Foram incluídas 98 mulheres no estudo, sendo 49 no grupo com a doença e 49 no grupo controle. Foram consideradas portadoras de colestase intra-hepática gestacional, mulheres que apresentavam prurido em palma das mãos e planta dos pés por uma semana, descartado outras doenças cutâneas, imunológicas e hepáticas.
Essas mulheres foram submetidas a coleta de sangue para avaliação de função e enzimas hepáticas. A função cardíaca fetal foi avaliada através de um ecocardiograma fetal em busca dos desfechos primários o prolongamento PR e a disfunção sistólica e/ou diastólica.

As gestantes com colestase, quando comparadas ao grupo controle, apresentaram maior prevalência de valores acima do normal de bilirrubina conjugada (20,4% vs 2,0%, p=0,008), TGO (28,6% vs4,1%, p=0,002) e TGP (24,5% vs 2,0%, p=0,002). O grupo colestase também apresentou maior intervalo PR ao ecocardiograma (130 ± 12 ms vs 121 ± 6 ms, p<0,0001) e maior tempo de relaxamento isovolumétrico, o que sugere uma disfunção diastólica.

Conclusões

O estudo em questão aponta para uma provável disfunção miocárdica fetal em mulheres afetadas pela colestase intra-hepática gestacional. Uma doença com muito a ser descoberto e poucas condutas bem estabelecidas. E talvez esses achados sinalizem uma linha protocolar a ser desenvolvida e que poderá auxiliar no manejo dessa doença e reduzir a morbidade perinatal.

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe e-books, e outros materiais para aprimorar sua prática médica e gestão Baixe e-books, e outros materiais
para aprimorar sua prática
médica e gestão
# Rodriguez, M., Bombin, M., Ahumada, H., Bachmann, M., Egaña-Ugrinovic, G. and Sepúlveda-Martínez, A. (2022), Fetal cardiac dysfunction in pregnancies affected by intrahepatic cholestasis of pregnancy: A cohort study. J. Obstet. Gynaecol. doi: https://doi.org/10.1111/jog.15283