Consumo de carne e frango pode estar relacionado a doenças cardiovasculares? - PEBMED

Consumo de carne e frango pode estar relacionado a doenças cardiovasculares?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

A ingestão de duas porções de carne vermelha ou processada por semana está associada a um risco 3 a 7% maior de doenças cardiovasculares, além de um risco 4% maior para quem ingerir duas porções por semana de aves, segundo um estudo realizado por pesquisadores das universidades americanas Northwestern e Cornell.

Publicado no periódico científico JAMA Internal Medicine, o artigo ainda alerta que o consumo de carne vermelha está intimamente ligado a uma maior incidência de mortes por qualquer causa, como o câncer.

“É uma pequena diferença, mas vale a pena tentar reduzir a carne vermelha e a processada, como calabresa, mortadela e carnes. A modificação da ingestão desses alimentos proteicos animais pode ser uma estratégia importante para ajudar a reduzir o risco de doenças cardiovasculares e a morte prematura em nível populacional”, disse a autora sênior do estudo Norrina Bai Allen, professora associada de medicina preventiva da Faculdade de Medicina da Universidade Northwestern Feinberg.

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas

Estudo relaciona consumo com doenças cardiovasculares

Os participantes do estudo foram orientados a mudar a sua dieta em termos de carne vermelha e carne processada. O artigo sugere que as pessoas busquem outras fontes de alimentação, como peixes, frutos do mar e proteínas vindas das plantas.

Conclusões

  • Existe um risco 3 a 7% maior de doenças cardiovasculares e morte prematura para pessoas que comem carne vermelha, carne processada na quantidade de duas porções por semana;
  • Um risco 4% maior de doença cardiovascular para quem ingerir duas porções por semana de aves, mas as evidências até agora não são suficientes para fazer uma recomendação clara sobre a ingestão de aves. E essa relação pode estar associada ao método de cozinhar o frango e ao consumo da pele, em vez da própria carne de frango;
  • Não há associação entre comer peixe e doenças cardiovasculares ou mortalidade.

cadastro portal

Ressalvas

O estudo foi baseado nos hábitos alimentares de 27 mil participantes, com média de idade de 53 anos. Eles listaram tudo o que ingeriram no último mês e ano para que os pesquisadores fizessem a análise.

Após o susto inicial, analisando melhor o artigo, o estudo apresenta algumas ressalvas. A primeira é que os participantes escreveram as suas dietas aos pesquisadores apenas uma vez — ou seja, o estudo desconsidera possíveis mudanças em hábitos ao longo do tempo.

Em segundo lugar, os métodos de cocção das carnes não foram considerados. Sendo assim, aqueles que ingeriam frango frito e quem consumia frango grelhado foram colocados no mesmo grupo, desconsiderando o fato de que alguns tipos de fritura contribuem para o desenvolvimento de doenças crônicas graves.

Leia também: Ter um cão influencia na sobrevivência após eventos cardiovasculares?

O que deve-se indicar?

Segundo os autores, peixes, frutos do mar e fontes vegetais de proteínas, como nozes e legumes, incluindo feijões e ervilhas, são excelentes alternativas à carne.

O estudo encontrou ainda uma associação positiva entre a ingestão de aves e doenças cardiovasculares, mas as evidências até agora não são suficientes para fazer uma recomendação clara sobre a ingestão de aves.

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Autor:

Referências bibliográficas:

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar