Covid-19 em crianças e infecção nas famílias

Parece que as crianças são menos propensas a serem os primeiros casos de infecção por Covid-19 em uma família, segundo o estudo suíço recente.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar esse conteúdo crie um perfil gratuito no AgendarConsulta.

Parece que as crianças são menos propensas a serem os primeiros casos de Covid-19 em uma mesma família, segundo o estudo Covid-19 in Children and the Dynamics of Infection in Families, publicado no jornal Pediatrics. O objetivo desse trabalho foi descrever a apresentação clínica dos 40 primeiros casos pediátricos de Covid-19 e a dinâmica de seus agrupamentos familiares em Genebra, Suíça.

Leia também: Síndrome pós-Covid-19: sintomas podem persistir por quanto tempo após recuperação?

Criança passeia com o responsável durante a pandemia de Covid-19 se atentando às instruções de proteção para evitar uma infecção pelo vírus

Metodologia do estudo sobre infecção em crianças

Os pesquisadores Klara Posfay-Barbe e equipe identificaram, por meio da rede de vigilância do Hospital da Universidade de Genebra, todos os pacientes com idade inferior a 16 anos com infecção pelo vírus SARS-CoV-2 no período de 10 de março a 10 de abril de 2020. Essa rede de vigilância notifica os especialistas em doenças infecciosas pediátricas da instituição sobre os resultados das amostras nasofaríngeas testadas para SARS-CoV-2 por reação em cadeia da polimerase – transcriptase reversa (RT-PCR). Os dados clínicos dos pacientes foram recuperados através de revisões de prontuários e os pais foram chamados para acompanhamento de pacientes e de contatos domiciliares (household contacts – HHC). Os HHC foram considerados suspeitos se tivessem febre ou sintomas respiratórios agudos, conforme a definição de caso do Swiss Federal Office for Public Health’s.

Resultados

Os pesquisadores descreveram que, entre um total de 4310 casos de SARS-CoV-2, 40 tinham menos de 16 anos de idade, correspondendo a 0,9% dos casos. Um paciente para o qual o acompanhamento telefônico não foi possível foi excluído devido à incapacidade de avaliar a evolução clínica e os sintomas de HHC. O acompanhamento médio das famílias foi de 18 dias [intervalo interquartil (IIQ) 14-28].

Ouça também: Check-up semanal: cânula de alto fluxo na Covid-19, diretriz de diverticulite e mais! [podcast]

Apresentação clínica, diagnóstico e manejo:

  • Vinte e nove pacientes (74%) eram previamente saudáveis;
  • As comorbidades mais frequentemente relatadas foram:
  • Asma (10%);
  • Diabetes (8%);
  • Obesidade (5%);
  • Parto prematuro (5%);
  • Hipertensão (3%).
  • Sete pacientes (18%) foram hospitalizados na enfermaria;
  • A duração mediana de internação foi de 3 dias (IIQ 2 – 4);
  • Os motivos para a admissão foram:

– Vigilância de pneumonia viral não hipoxêmica (n = 2);

– Febre sem foco (n = 2);

– Evento com risco de vida aparente (n = 1);

– Evento semelhante à sepse (n = 1);

– Uma criança paucissintomática admitida porque ambos os pais tinham Covid-19 grave (n = 1).

  • Nenhum paciente necessitou de internação em unidade de terapia intensiva ou terapias específicas para SARS-CoV-2;
  • Os outros 32 pacientes foram tratados ambulatorialmente;
  • Todos os pacientes tiveram uma resolução completa dos sintomas no sétimo dia após o diagnóstico.

Agrupamentos familiares

  • A avaliação do agrupamento familiar revelou um número t de quatro membros por família (IIQ 3 – 4);
  • Entre os 111 HHC das crianças estudadas, houve um predomínio de:
  • Mães (n = 39);
  • Pais (n = 32);
  • Irmãos pediátricos (n = 23);
  • Irmãos adultos (n = 8);
  • Avós (n = 7).
  • HHC adulto foi suspeito ou confirmado com Covid-19 antes do estudo na criança em 79% (31/39) dos casos;
  • Em apenas 8% (3/39) dos domicílios, a criança do estudo desenvolveu sintomas antes de qualquer outro HHC;
  • 85% (75/88) do HHC adultos desenvolveram sintomas em algum momento, em comparação com 43% (10/23) do HHC pediátrico (p < 0,001);
  • 92% (36/39) das mães desenvolveram sintomas, em comparação com 75% (24/32) dos pais (p = 0,04).

Discussão sobre Covid-19 em crianças

Os pesquisadores destacaram que uma criança desenvolveu sintomas antes de qualquer outro HHC em apenas 8% dos domicílios. Esses resultados corroboram dados anteriores que mostram que as crianças são casos-índice em menos de 10% dos grupos familiares de SARSCoV-2. Entretanto, o desenho do estudo não permite determinar que a transmissão criança-adulto ocorreu. Além disso existem algumas limitações. Posfay-Barbe e colaboradores descreveram que a amostra provavelmente não representa o número total de casos pediátricos de SARS-CoV-2 durante esse período. De fato, pacientes com apresentação mais leve ou atípica podem não ter procurado atendimento médico. Por fim, a recordação do início dos sintomas entre os HHS pode ser imprecisa, embora isso pareça uma vez menos provável devido às medidas de confinamento e à ansiedade na comunidade.

Conclusão

Esses resultados são relevantes devido ao amplo rastreamento de contatos domiciliares e à quase ausência de perdas no acompanhamento. Além disso, nos mostra que as crianças não parecem ser o principal veículo de transmissão da Covid-19. Por fim, a triagem estendida de casos suspeitos e o rastreamento completo de contatos são necessários para entender melhor a dinâmica da transmissão domiciliar.

Referências bibliográficas:

  • Posfay-Barbe KM, Wagner N, Gauthey M, et al. Covid-19 in Children and the Dynamics of Infection in Families [published online ahead of print, 2020 May 26]. 2020;e20201576. doi:10.1542/peds.2020-1576
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe e-books, e outros materiais para aprimorar sua prática médica e gestão Baixe e-books, e outros materiais
para aprimorar sua prática
médica e gestão