Covid-19: FDA aprova medicamento remdesivir em período experimental

Foi aprovada pela FDA a utilização emergencial do medicamento remdesivir no tratamento de pacientes com a Covid-19 nos Estados Unidos.

O Portal PEBMED é destinado para médicos e demais profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar esse conteúdo crie um perfil gratuito no AgendarConsulta.

Foi aprovada pela Food and Drug Administration (FDA) a utilização emergencial do medicamento remdesivir, da farmacêutica Gilead, no tratamento de pacientes com a Covid-19 nos Estados Unidos.

Em nota para a imprensa, a agência afirmou ser razoável acreditar que os benefícios do fármaco superar os riscos para o tratamento de pacientes hospitalizados com casos graves da doença.

Um milhão de doses será distribuído a hospitais americanos a partir desta segunda, dia 4 de abril. Em seu ensaio clínico, o remdesivir reduziu a duração dos sintomas de 15 dias para 11. O que contribuiria para evitar o colapso do sistema de saúde americano.

“Baseado nos dados revelados pela revisão dos dados principais do teste conduzido pelo Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas (NIAID), além do teste aberto patrocinado pela Gilead, que analisou diferentes tempos de duração do remdesivir, consideramos razoável acreditar que os potenciais e conhecidos benefícios do RDV superam os potenciais e conhecidos riscos da droga para o tratamento de pacientes hospitalizados com casos críticos de Covid-19”, escreveu Denise Hinton, cientista-chefe da FDA.

 

Estudos clínicos com remdesivir

Em seu ensaio clínico, o NIAID descobriu que o remdesivir reduziu a duração dos sintomas de 15 dias para 11. Os testes envolveram 1.063 indivíduos em hospitais de todo o mundo – incluindo Estados Unidos, França, Itália, Reino Unido, China e Coréia do Sul. Alguns pacientes receberam o medicamento e outros receberam um tratamento placebo.

Segundo os médicos, o medicamento teve “um efeito claro, significativo e positivo na diminuição do tempo de recuperação”.

No entanto, embora o remdesivir possa ajudar na recuperação – e possivelmente impedir que as pessoas sejam tratadas em terapia intensiva -, os ensaios não deram nenhuma indicação clara de que ele pode prevenir óbitos pelo novo coronavírus.

Como ainda há muita incerteza sobre o regime de tratamento, a farmacêutica Gilead sugere uma duração de dez dias para pacientes em ventilação mecânica e cinco dias para pacientes que não estão.

Leia também: Covid-19: taxa de contágio no Brasil é de 2,8, a maior entre 48 países

Condições

Mesmo se tratando de um caso emergencial, a FDA estabeleceu algumas condições para a utilização do medicamento.

Entre elas, que o remédio seja utilizado somente para o tratamento de adultos e crianças que tenham diagnóstico confirmado para a Covid-19 e estejam com complicações graves, requerendo respiração mecânica.

No Brasil

Em nota, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) afirma que está em contato com a farmacêutica responsável para acompanhar a evolução dos testes em andamento. “Embora os resultados observados em análise de uso compassivo sejam encorajadores, os dados ainda são limitados”, ponderou a agência.

O Ministério da Saúde também se manifestou através de nota e disse acompanhar os estudos. “O antiviral remdesivir está entre os medicamentos que tem a sua eficácia estudada no combate ao novo coronavírus através de uma pesquisa conduzida pela Organização Mundial da Saúde (OMS), da qual o Ministério da Saúde do Brasil faz parte, por meio da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)”, diz a pasta.

Sobre o remdesivir

O remdesivir é um medicamento antiviral desenvolvido por Gilead Sciences inicialmente para o tratamento do ebola, mas está em fase experimental para o tratamento de doenças como MERS e em período de testes para o novo coronavírus.

A duração ideal do tratamento ainda está sendo estudada em ensaios clínicos em andamento. Nos Estados Unidos, sugerem-se durações de tratamento de cinco a dez dias, com base na gravidade da doença.

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências bibliográficas:

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastre-se grátis Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo

Selecione o motivo:
Errado
Incompleto
Desatualizado
Confuso
Outros

Sucesso!

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Avaliar artigo

Dê sua nota para esse conteúdo.

Você avaliou esse artigo

Sua avaliação foi registrada com sucesso.

Baixe e-books, e outros materiais para aprimorar sua prática médica e gestão Baixe e-books, e outros materiais
para aprimorar sua prática
médica e gestão