Pebmed - Notícias e Atualizações em Medicina
Cadastre-se grátis
Home / Clínica Médica / Covid-19: qual o papel dos exames laboratoriais em pacientes hospitalizados?
Sangue coletado de paciente com Covid-19 e encaminhado para uma bateria de testes.

Covid-19: qual o papel dos exames laboratoriais em pacientes hospitalizados?

Esse conteúdo é exclusivo para
usuários do Portal PEBMED.

Tenha acesso ilimitado a todos os artigos, quizzes e casos clínicos do Portal PEBMED.

Faça seu login ou inscreva-se gratuitamente!

Primariamente reconhecida por causar um grave acometimento pulmonar (síndrome do desconforto respiratório agudo), cada vez mais os estudos indicam que a infecção causada pelo SARS-CoV-2 vêm se comportando como uma doença multissistêmica. Sua fisiopatologia vai muito além das manifestações respiratórias, incluindo distúrbios da coagulação, injúria miocárdica, falência múltiplas de órgãos, etc.

Por esse motivo, os autores do artigo sugerem um painel básico de exames laboratoriais para investigação inicial e avaliação prognóstica de pacientes com quadros moderados/graves de Covid-19, que estejam sob regime de internação hospitalar.

Exames laboratoriais na Covid-19

Diversas áreas do Laboratório Clínico estão envolvidas, dentre elas, podemos destacar as seguintes.

Hematologia

  • Hemograma completo, com diferencial de linfócitos e contagem de plaquetas (avaliação de anemia, leucocitose/leucopenia, linfopenia, plaquetopenia);
  • TAP, PTTa (investigação de coagulopatias);
  • Fibrinogênio (análise de coagulopatias de consumo, marcador de atividade inflamatória);
  • D-dímeros (avaliação de coagulopatias de consumo ou trombóticas).

Leia também: Parâmetros hematológicos em pacientes com infecção por coronavírus

Bioquímica e outras

  • Eletrólitos e glicose (investigação de alterações metabólicas);
  • LDH (identificação de injúria pulmonar e/ou falência múltipla de órgãos);
  • Proteína C-reativa e ferritina (marcador de atividade inflamatória);
  • AST/TGO, ALT/TGP, Bilirrubinas, Albumina (identificação de dano hepático);
  • CK (avaliação de injúria muscular);
  • Lipase (identificação de dano pancreático);
  • Ureia, Creatinina (avaliação de dano renal);
  • Troponina I/T (identificação de injúria miocárdica);
  • BNP (investigação de insuficiência miocárdica);
  • Procalcitonina (avaliação de coinfecção bacteriana);
  • Presepsina (monitoramento da gravidade da infecção viral).

Limitações

Os autores relatam que essas sugestões são tempo-limitadas e tempo-relevantes. Há de se levar em conta que as recomendações para a solicitação desses e de outros exames podem se modificar de acordo com novas evidências que vierem a surgir. A todo tempo, os médicos devem reavaliar as indicações, solicitações e interpretações dos exames laboratoriais de seus pacientes.

Mais do autor: Covid-19: produção de anticorpos neutralizantes e sua aplicabilidade clínica

Conclusão

Essas recomendações de exames com possível caráter prognóstico não devem ser aplicados a todos os pacientes, mas sim reservados, principalmente, àqueles com indicação de internação e com doença potencialmente grave. Mesmo nesses pacientes, seu uso deve ser individualizado de acordo com o quadro clínico-epidemiológico. Devido ao grande número de estudos e trabalhos em curso no mundo, essas sugestões podem rapidamente se alterar, levando ao uso de novos marcadores, ou mesmo ao desuso de alguns destes.

Autor(a):

Referências bibliográficas:

  • Favaloro EJ, Lippi G. Recommendations for Minimal Laboratory Testing Panels in Patients with COVID-19: Potential for Prognostic Monitoring. Semin Thromb Hemost. Abr 2020; 46(3):379-382.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×

Adicione o Portal PEBMED à tela inicial do seu celular: Clique em Salvar na Home Salvar na Home e "adicionar à tela de início".

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.