Pebmed - Notícias e Atualizações em Medicina
Cadastre-se grátis
Home / Clínica Médica / Covid-19: vacina experimental consegue produzir anticorpos neutralizadores do vírus
Vacina contra o coronavírus, causador da Covid-19, passando por testes nos EUA.

Covid-19: vacina experimental consegue produzir anticorpos neutralizadores do vírus

Esse conteúdo é exclusivo para
usuários do Portal PEBMED.

Tenha acesso ilimitado a todos os artigos, quizzes e casos clínicos do Portal PEBMED.

Faça seu login ou inscreva-se gratuitamente!

Uma vacina experimental contra a Covid-19 mostrou resultados promissores em um estudo de estágio inicial, conseguindo produzir anticorpos neutralizadores do vírus semelhantes aos encontrados em pacientes recuperados.

Por conta da notícia, as ações do laboratório Moderna, com sede em Cambridge, Massachusetts, nos Estados Unidos, subiram 240% em 12 meses.

A vacina da empresa recebeu o selo de aprovação rápida do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) para que a revisão regulatória seja acelerada. O laboratório pretende iniciar um estudo de estágio final mais amplo em julho.

cadastro portal

Vacina para Covid-19

A empresa reportou nesta segunda-feira, dia 18 de maio, resultados positivos da aplicação da vacina em oito pacientes. Cada um foi submetido a duas doses do medicamento desde março.

Os voluntários mostraram níveis de anticorpos similares àqueles de indivíduos que se recuperaram da Covid-19, segundo resultados iniciais do estudo realizado pelo Instituto Nacional de Saúde (NIH) dos Estados Unidos.

Todos os 45 participantes do estudo receberam três doses diferentes da vacina, provocando um aumento de dependência da dose na imunogenicidade.

Apesar de a amostra ser pequena, esses dados iniciais são animadores. A startup atraiu a atenção da comunidade científica e de órgãos do governo americano por modificar o RNA mensageiro para que o ácido ribonucleico atue na produção dos antígenos, as proteínas que fazem o organismo produzir anticorpos em ritmo muito mais rápido.

Leia também: Covid-19: 1 milhão de doses de vacina serão produzidas em fase experimental

Novos testes

Novos testes serão realizados nas próximas semanas com cerca de 600 voluntários. Em julho, os voluntários serão milhares, de acordo com o laboratório. O que deve permitir conclusões mais sólidas quanto à produção de anticorpos pelo organismo dos pacientes.

Maximizando doses

Em abril, o governo americano fez uma aposta na Moderna, apoiando a sua vacina com US$ 483 milhões da Autoridade Biomédica de Pesquisa e Desenvolvimento Avançado (Barda), parte do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA (HHS).

A empresa disse que o avanço permitirá o fornecimento de milhões de doses por mês em 2020 e, com investimentos adicionais, dezenas de milhões por mês em 2021, se a vacina for bem-sucedida.

“Estamos investindo para intensificar a fabricação para que possamos maximizar o número de doses que conseguimos produzir para ajudar a proteger tantas pessoas quanto pudermos do novo coronavírus”, disse o executivo-chefe da Moderna, Stéphane Bancel.

Veja mais: Para OMS, doença causada pelo novo coronavírus pode se tornar endêmica

A Moderna já assinou contratos com a farmacêutica suíça Lonza Group e com o governo americano para produzir uma grande quantidade da vacina.

Um participante do teste teve vermelhidão no local da injeção, o que foi caracterizado como um efeito de “grau 3”. Não foi relatado nenhum efeito colateral grave, segundo a empresa.

A farmacêutica Moderna é uma das oito desenvolvedoras mundiais com testes ativos em seres humanos na busca da vacina contra o novo coronavírus, segundo informações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Outras duas desenvolvedoras, a Pfizer e a Inovio, também estão sediadas nos Estados Unidos. Ainda há uma na Universidade de Oxford, no Reino Unido, e outras quatro na China.

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Autor(a):

Referências bibliográficas:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×

Adicione o Portal PEBMED à tela inicial do seu celular: Clique em Salvar na Home Salvar na Home e "adicionar à tela de início".

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.