Pebmed

Cadastre-se grátis
Home / Clínica Médica / Dia das Mães: massagem aumenta interação entre mãe e bebê

Dia das Mães: massagem aumenta interação entre mãe e bebê

Tempo de leitura: 3 minutos.

Maternagem, o processo de boa relação entre mãe e bebê, é a base da interação entre mães e seus filhos. Essa é uma relação de grande força na natureza e grande impacto na construção do ciclo de vida do indivíduo. Neste domingo em que se comemora o Dia das Mães preparamos um especial sobre como recursos simples podem aumentar a intensidade dessa relação e quais suas concorrências para a vida do indivíduo.

A interação mãe-bebê traz benefícios para o desenvolvimento cognitivo e social da criança. Além disso aumenta a aceitação da criança, diminuindo a probabilidade de depressão pós-parto, sinais de negligência e rejeição. A depressão pós-parto é atualmente uma das maiores causas de mortalidade materna.

Ademais, em públicos específicos, como crianças prematuras, o estabelecimento de vínculo mãe-bebê se torna mais difícil. A presença de barreiras físicas e o afastamento da mãe e criança promovem um distanciamento afetivo, aumentando as chances de rejeição e depressão pós-parto. A presença dos profissionais de saúde gerando intervenções no cuidado dos recém-nascidos prematuros aumenta a percepção de distanciamento e rejeição maternos.

Leia mais5 práticas que médicos devem abolir em obstetrícia – Choosing Wisely

Intervenções simples aumentam exponencialmente a percepção de melhora na interação mãe-bebê. A primeira delas é o contato pele a pele nas primeiras horas. Quando isso ocorre há objetivamente uma diminuição do choro do lactente e aumento do vínculo entre mãe e criança.

Melhorando a relação mãe-bebê

Dado o impacto negativo que se têm sofrido na maternagem pelas conjunturas atuais, medidas especiais capazes de melhorar a interação mãe-bebê de maneira custo-efetiva são necessárias. Muitos pesquisadores apontam que a realização de massagem em crianças recém-nascidas acelera e muito a formação de vínculo entre o filho e a mãe. Isso pode ser percebido dada a reação da criança ao escutar a voz materna. Especialmente entre as mães adolescentes.

Contudo, o estabelecimento de dose e frequência desse tipo de intervenção não é consenso na literatura. Diante disso, um grupo de pesquisadores organizou um ensaio clínico cego randomizado avaliando 40 puérperas de partos prematuros em seu puerpério imediato. O grupo controle não recebeu massagem, enquanto o grupo intervenção recebia um programa de massagem para ser realizado por cinco dias durante 15 minutos diários em que a mãe executa uma massagem na criança.

Nesse estudo a interação mãe-bebê foi avaliada objetivamente por meio de uma escala padronizada. Além disso, o comportamento de cada grupo foi avaliado, sendo checado obtenção de algum desfecho em quatro momentos distintos. O estudo mostrou uma diferença estatística entre a linha de base e a pós-intervenção. Frequências médias de comportamentos de apego materno foram observadas em ambos os grupos (P <0,001). Além disso, havia uma diferença significativa no grau de interação mãe-bebê, na pós-intervenção entre a intervenção e grupos de controle (P = 0,000).

Resultados

Esse método se mostrou custo-efetivo através da diferença significativa entre grupos na pontuação média para comportamentos de apego no quinto dia das sessões de massagem. Constatou-se que o treinamento de mães para dar massagem aos seus recém-nascidos pode ser uma maneira eficaz de melhorar os cuidados neonatais, especialmente no caso de prematuros.

Take home message

Isso significa, em termos práticos, que estimular intervenções de massagem executadas pela puérpera com a criança reduz o risco de depressão pós-parto, negligência e rejeição. Além disso fortalece o vínculo mãe-bebê que repercutirá nas relações sociais do indivíduo, da adolescência à vida adulta. Agora que você já conhece a importância da relação mãe-bebê nesse Dia das Mães, outras condutas de puerpério e puericultura podem ser encontradas no Whitebook para que possa praticar.

É médico e quer ser colunista do Portal da PEBMED? Inscreva-se aqui!

Autor:

Referências:

  • SHOGHI, Mahnaz; SOHRABI, Soroor; RASOULI, Mahboobe. The effects of massage by mothers on mother-infant attachment. Alternative therapies in health and medicine, v. 24, n. 3, p. 34-39, 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.