Dietas: qual tem mais mortalidade por doenças cardiovasculares? - PEBMED

Dietas: qual tem mais mortalidade por doenças cardiovasculares?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Uma das principais causas de morte ao redor do mundo, as doenças cardiovasculares apresentam diversos fatores de risco: idade, hereditariedade, gênero, obesidade, diabetes, sedentarismo, tabagismo, estresse, hipertensão e dietas pobres.

A dieta pobre, o último item dessa lista, inclusive, de acordo com o estudo “Health effects of dietary risks in 195 countries, 1990–2017: a systematic analysis for the Global Burden of Disease Study 2017”, é a responsável por dez milhões de morte em todo o mundo. Do total, 3,8 milhões foram causadas por deficiência de frutas, verduras e legumes, 1,4 milhão por uma dieta pobre em frutos do mar e 150.000 devido a um alto consumo de carne vermelha e processada.

Diferentes tipos de dietas influenciam em mortalidade por doenças cardiovasculares?

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas

Dietas com ou sem consumo de carne?

Nos últimos anos, devida a divulgação de diversos dados sobre o assunto, se popularizaram dietas mais restritivas com relação a ingestão de carne, principalmente vermelha, e de produtos de origem animal, e consequentemente ao aumento do consumo de produtos de origem exclusivamente vegetal.

Para fazer uma comparação de incidência e risco de mortalidade por doenças cardiovasculares (DCV), infarto do miocárdio (IM), acidente vascular cerebral e insuficiência cardíaca (IC)] entre pessoas com diferentes tipos de dietas, foi feita uma análise prospectiva com dados do UK Biobank com 422.791 participantes, sendo 55,4% mulheres.

Métodos utilizados e resultados

Durante quatro anos (2006 e 2010), o UK Biobank recrutou participantes com idades entre 37-73 anos, onde preencheram um questionário, fizeram medições físicas e forneceram amostras biológicas. Com os dados do questionário de frequência alimentar, quatro tipos de dietas foram derivados: comedores de carne, vegetarianos, comedores de peixe e comedores de carne branca (peixe e aves).

Os comedores de carne representaram 94,7% da coorte e foram mais propensos a serem obesos do que os outros grupos de dieta. Após um acompanhamento médio de 8 anos e meio, os comedores de peixe, em comparação aos comedores de carne, tiveram riscos mais baixos de DCV incidente {taxas de risco (TR): 0,93}, DIC [TR: 0,79], IM [TR: 0,70], acidente vascular cerebral [TR: 0,79] e IC [TR: 0,78], após o ajuste para fatores de confusão. Vegetarianos tiveram menor risco de incidência de DCV [TR: 0,91], em relação aos comedores de carne.

Em contraste, o risco de resultados adversos não foi diferente em comedores de carnes brancas, em comparação aos comedores de carne. Não foram identificadas associações entre tipos de dietas e mortalidade por DVC.

Conclusão

Entre os comedores de carne em geral, os comedores de peixe tinham um risco menor de doenças cardiovasculares, sendo considerada uma dieta saudável a ser estimulada. O vegetarianismo foi associado apenas a um menor risco de incidência de DCV, mas muitos participantes consumiram alimentos não saudáveis como batatas fritas, do que os comedores de carne. Assim, os vegetarianos não podem ser categorizados de forma homogêneo e apenas evitar o consumo de carne não é considerado suficiente para redução de riscos.

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED.

Referência bibliográfica:

Petermann-Rocha, Fanny; Parra-Soto, Solange; Gray, Stuart; Anderson, Jana; Welsh, Paul; Gill, Jason; Sattar, Naveed; Ho, Frederick K.; Celis-Morales, Carlos; Pell, Jill P. Vegetarians, fish, poultry, and meat-eaters: who has higher risk of cardiovascular disease incidence and mortality? A prospective study from UK Biobank. European Heart Journal, ehaa939. December, 14, 2020. https://doi.org/10.1093/eurheartj/ehaa939

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Seu conteúdo tem o objetivo de informar panoramas recentes da medicina, devendo ser interpretado por profissionais capacitados.

Para diagnósticos e esclarecimentos, busque orientação profissional. Você pode agendar uma consulta aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar