Página Principal > Geriatria > DMARDS ajudam a reduzir risco de demência em pacientes com artrite reumatoide
medicamentos

DMARDS ajudam a reduzir risco de demência em pacientes com artrite reumatoide

Tempo de leitura: 1 minuto.

Diversos estudos já confirmaram a segurança dos medicamentos modificadores do curso da doença (em inglês, Disease Modifying Antirheumatic Drugs – DMARDS) no manejo de pacientes com artrite reumatoide, mas seu efeito sobre a demência ainda é desconhecido. Um artigo da Alzheimer’s & Dementia investigou essa questão.

Para o estudo, pesquisadores utilizaram o banco de dados Ratal Clinical Practice Research Datalink para identificar diagnósticos de artrite reumatoide em pessoas com mais de 18 anos de 1995 a 2011. Entre esses indivíduos, 3.876 utilizavam DMARDS, que foram comparados a 1.938 controles.

DMARDS ajudam a reduzir risco de demência? – Resultados

Os resultados mostraram que os usuários de DMARDS estavam em risco reduzido de desenvolver demência (hazard ratio [HR] = 0,60; intervalo de confiança [IC] de 95%: 0,42 a 0,85). Esse efeito foi mais forte nos indivíduos que utilizavam metotrexato (HR = 0,52; IC de 95%: 0,34 a 0,82).

Para os autores, o próximo passo é replicar esse efeito em um ensaio clínico para assim fornecer, possivelmente, um importante tratamento farmacológico.

Leia o estudo na íntegra nesse link.

Leia mais: ‘Vitamina D tem relação com o desenvolvimento da demência?’

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referências:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.