Dose de reforço: Ministério da Saúde anuncia aplicação em idosos com mais de 70 anos e imunossuprimidos 

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Na última terça-feira, 25, o Ministério da Saúde anunciou que será aplicada uma dose de reforço da vacina contra a Covid-19 em idosos com mais de 70 anos e imunossuprimidos a partir do dia 15 de setembro.  

No caso das pessoas imunossuprimidas, a indicação é que tomem a dose de reforço com no mínimo 28 dias após a segunda dose ou a dose única. Já para os idosos com mais de 70 anos, a recomendação do Ministério da Saúde é para que recebam a aplicação adicional da vacina contra Covid-19 com pelo menos seis meses após a data em que completaram o ciclo vacinal. 

dose de reforço

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas

Dose de reforço

A vacina administrada será, preferencialmente, a da Pfizer. Caso haja falta desse imunizante, a recomendação é que se utilize imunizantes de vetor viral, que podem ser a vacina da Janssen ou a Astrazeneca.

O Ministério da Saúde ainda destaca que a dose de reforço é indicada para quem completou a vacinação regular com qualquer vacina usada na campanha nacional de vacinação contra a Covid-19.

Redução de intervalo entre doses 

Além de trazer informações sobre a dose de reforço, o Ministério da Saúde também anunciou a redução do intervalo entre as doses da vacina da Pfizer e Astrazeneca. Até então, o tempo entre as doses era de 12 semanas (três meses). A partir do dia 15 de setembro, o intervalo será de 8 semanas (dois meses). 

Segundo o Ministério, a diminuição deste intervalo foi estudada e analisada pela Câmara Técnica, se tornando viável após a aplicação da primeira dose de grande parte da população brasileira com idade acima dos 18 anos. A pasta ainda afirma que, até o momento, 77% do público-alvo já iniciou o ciclo vacinal com a primeira aplicação. 

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Referência bibliográfica:

 

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar