Ebola: sobrevivente manifestou a doença pela segunda vez

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Autoridades de saúde do Congo confirmaram que um sobrevivente de ebola manifestou a doença pela segunda vez no leste do país, mas ainda há dúvidas se o caso é uma recaída ou uma reinfecção.

A epidemia de ebola na República Democrática do Congo infectou mais de 3,3 mil indivíduos e causou mais de 2,2 mil óbitos desde meados de 2018, sendo a segundo pior da qual se tem registro.

Especialistas de saúde afirmam que trabalham com a hipótese de que sobreviventes do ebola possam adquirir imunidade à doença. Não houve casos documentados de reinfecção, mas alguns pesquisadores não descartam essa possibilidade.

Representantes da Organização Mundial de Saúde e do Instituto Nacional do Congo de Pesquisas Biomédicas (INRB) afirmaram que os testes estão sendo conduzidos para saber o que aconteceu com exatidão.

Leia também: Ebola: insuficiência renal causa morte em sobreviventes do surto

médicos em isolamento de paciente com ebola, consultando o paciente

Ebola

Uma sobrevivente que trabalhava em um centro de tratamento de ebola adoeceu novamente com o vírus e morreu em julho deste ano, mas ainda não foi determinado se ela recaída, foi reinfectada ou teve um falso positivo na primeira vez em que esteve doente.

O progresso na contenção da doença foi prejudicado recentemente por uma onda de violência que forçou os grupos de ajuda a suspender as operações e retirar funcionários de saúde.

Os Médicos Sem Fronteiras afirmaram ter retirado a sua equipe da região de Biakoto, na província de Ituri, após dois novos ataques em seus centros de saúde por grupos de pessoas armadas com paus e facões.

Os combatentes das milícias Mai Mai e os moradores locais atacaram as unidades de saúde em diversas ocasiões desde o início do surto por não acreditarem que o ebola existe. Em outros casos, por ressentimento por não terem se beneficiado do influxo de financiamento de doadores.

Sobre a doença

 

Embora pouco se saiba sobre como o vírus causa doenças, trata-se de uma infecção sistêmica. Ao contrário de uma gripe ou hepatite sazonal, que tendem a permanecer em partes específicas do corpo, o ebola tem a capacidade de se espalhar e infectar muitos órgãos e tecidos diferentes.

Veja também: Dois novos medicamentos como opção no tratamento de Ebola

Provavelmente, isso se deve à estreita associação do vírus com o sistema circulatório: se as células do fígado estão infectadas, elas podem bombear novos vírus para a corrente sanguínea. E, se as células imunológicas em movimento estiverem infectadas, elas podem chegar a todos os órgãos, permitindo que o vírus se infiltre em quase todos os cantos do corpo.

As pessoas morrem de ebola quando os seus organismos não conseguem controlar a sua propagação, acarretando na perda de líquidos e na falência de múltiplos órgãos. As taxas de mortalidade variaram de 25% a 90% em surtos passados.

No entanto, muitas pessoas conseguem se recuperar. Os especialistas acreditam que isso acontece quando o sistema imunológico entra em ação para eliminar quaisquer vestígios do vírus no organismo produzindo anticorpos antivirais que se ligam ao vírus e o impedem de entrar nas células, como as T citotóxicas antiebola, que percorrem o corpo destruindo as células infectadas.

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Autor:

Referências bibliográficas:

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar