Leia mais:
Leia mais:
Mega Vacinação: Ministério da Saúde amplia terceira dose da vacina contra Covid-19 para todos os adultos
Eficácia da Vacina da Pfizer em Crianças de 5 a 11 anos
Infográfico de vacinação contra Covid-19 no Brasil
Vacina contra Herpes Zoster é segura em pacientes tratados com antagonista de TNF alfa
Os pacientes com alto risco de reações anafiláticas podem receber a vacina Pfizer-BioNTech?

Eficácia da Vacina da Pfizer em Crianças de 5 a 11 anos

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Segundo relatório divulgado em 22 de outubro, a Pfizer relatou que sua vacina para crianças é 90% eficaz na prevenção da Covid-19. A dose da vacina para pacientes pediátricos com idades entre 5 e 11 anos é 10 microgramas, cerca de um terço da dose administrada em adolescentes e adultos. A empresa, inclusive, descreveu os resultados provisórios de dois estudos em andamento que testam a segurança e eficácia dessa posologia em dados apresentados ao órgão americano Food and Drug Administration (FDA) antes da revisão da agência.

Leia também: Covid-19: bebês de até dois anos representam metade dos óbitos de crianças e adolescentes

Eficácia da Vacina da Pfizer em Crianças de 5 a 11 anos

Estudo para avaliação da eficácia 

Os dados de eficácia da vacina Pfizer em crianças de 5 a 11 anos de idade são provenientes de um estudo com mais de 2.000 crianças dessa faixa etária. Dois terços das crianças foram designados aleatoriamente para receber a dose de 10 microgramas da vacina Pfizer-BioNTech (“grupo vacina”), enquanto o outro terço foi classificado como “grupo placebo”. 

O estudo foi iniciado quando a variante Delta se tornou dominante globalmente. Na primeira semana de outubro, 16 participantes do “grupo placebo” contraíram uma infecção sintomática por Covid-19 confirmada em laboratório, em comparação com apenas três que contraíram a doença no “grupo vacina”. 

Saiba mais: Quais as principais características clínicas da Covid-19 em crianças e fatores de risco para óbito no Brasil?

Os efeitos colaterais observados no estudo e relatados pela Pfizer foram quase todos leves. O mais comum relatado foi dor no local da injeção. As crianças do “grupo vacina” também apresentaram fadiga, cefaleia, febre e calafrios em frequências mais altas do que as observadas no “grupo placebo”. Estes efeitos foram mais comuns após a segunda dose. Algumas reações cutâneas foram observadas, como prurido e erupções cutâneas, mas foram em sua maioria leves e desapareceram em poucos dias. Além disso, houve relato de linfonodomegalias após a vacinação, mas esse tipo de reação foi temporário. Uma criança evoluiu com um tique que surgiu uma semana após a segunda dose da vacina (os pesquisadores relataram ser um efeito relacionado à vacina e que, de acordo com a empresa, estava cessando na época em que o estudo foi publicado). Nenhum caso de miocardite foi descrito. 

Sem restrições

No relatório, há ênfase ao fato de que, embora comorbidades (como asma, diabetes e obesidade, entre outras) aumentem o risco de Covid-19 grave e hospitalização entre crianças, aproximadamente um terço dos pacientes pediátricos internados com Covid-19 não têm comorbidades subjacentes. Portanto, a Pfizer destaca que as estratégias de vacinação neste grupo de crianças não devem ser restritas àqueles que vivem com doenças crônicas e devem incluir toda a população de 5 a 12 anos de idade para protegê-los das sequelas sintomáticas, graves ou prolongadas imprevisíveis da doença.

O FDA avaliará o relatório em 26/10/2021.

Autor(a):

Referências bibliográficas:

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Um comentário

  1. Quantas doses foram recomendadas para este publico?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.