Leia mais:
Leia mais:
Existe relação entre os parâmetros do plaquetograma e a mortalidade por Covid-19?
A possível interferência das crioaglutininas na série vermelha do hemograma
Hemograma: Discordâncias da análise automatizada e microscopia óptica convencional
Hematoscopia: saiba a ordem correta de liberação dos leucócitos no laudo
Tudo o que o médico precisa saber sobre hemograma: série plaquetária

Existe relação entre os parâmetros do plaquetograma e a mortalidade por Covid-19?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

O hemograma é um dos exames mais solicitados na prática médica diária, requisitado por profissionais de variadas especialidades, utilizado para uma ampla gama de finalidades, tanto à nível ambulatorial quanto hospitalar. É um exame simples e de baixo custo, disponível em Laboratórios Clínicos de qualquer porte. Ele pode ser subdividido, didaticamente, em três grandes partes ou séries: eritrograma (contagem de eritrócitos, hemoglobina, hematócrito, VCM, HCM, CHCM, RDW), leucograma (avaliação absoluta e diferencial de leucócitos) e plaquetograma (contagem de plaquetas, VPM, PDW). 

Leia também: A possível interferência das crioaglutininas na série vermelha do hemograma

Existe relação entre os parâmetros do plaquetograma e a mortalidade por Covid-19?

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas

O estudo

Com o objetivo de se avaliar uma possível relação entre mortalidade intra-hospitalar por Covid-19 e os valores do plaquetograma: a contagem de plaquetas, juntamente ao VPM (volume plaquetário médio) e ao PDW (índice de anisocitose plaquetária); foi desenhado um estudo do tipo coorte retrospectivo, realizado na primeira quinzena de abril/2020, em um hospital terciário de ensino e pesquisa. 

Ao todo, foram incluídos 215 pacientes no estudo, os quais tiveram a confirmação diagnóstica da Covid-19 por técnica molecular. Desses, 95 eram mulheres e 120 homens, com média de idade de 64,32 ±16,07 anos. Pacientes de alta médica, que permaneceram por menos de 28 dias internados, foram classificados como “sobreviventes”, enquanto que indivíduos que vieram a falecer durante os primeiros 28 dias foram registrados como “não sobreviventes”.

Eles foram divididos em 2 grupos de acordo com a menor saturação de oxigênio registrada nos dois primeiros dias de internação hospitalar. Indivíduos que atingiram saturação de oxigênio 90% foram considerados com quadro moderado da doença, enquanto aqueles com saturação < 90% foram classificados com Covid-19 grave. De acordo esse critério, 81 pacientes foram identificados com quadro moderado, ao passo que 134 preencheram critério de quadro grave da doença.  

Saiba mais: Hemograma: Discordâncias da análise automatizada e microscopia óptica convencional

Dentre outros exames, a contagem de plaquetas, o VPM e o PDW foram determinados na admissão e no terceiro dia de internação hospitalar. Do total de pacientes, 9 receberam alta hospitalar antes de três dias, motivo pelo qual o plaquetograma do terceiro dia não pôde ser avaliado. Para fins de classificação, a trombocitopenia foi definida como grau 1 (contagem absoluta de plaquetas entre 150.000 – 100.000/mm3), grau 2 (entre 99.000 – 50.000/mm3) e grau 3 (< 50.000/mm3).

Resultados

Plaquetopenia foi encontrada em 54 (25,1%) pacientes na admissão, e em 52 (24,1%) no terceiro dia de internação. Dos 54 indivíduos trombocitopênicos na admissão, 43 foram classificados com grau 1, 9 com grau 2, e apenas dois com grau 3 de plaquetopenia. Já no terceiro dia de internação, 40 pacientes tinham grau 1, oito grau 2 e quatro grau 3. 

Dos 215 pacientes, 56 (26,04%) vieram a óbito antes do 28º dia de internação hospitalar. Trombocitopenia foi encontrada em 22 (39,3%) dos indivíduos que faleceram, enquanto que ela foi observada em 31 (19,5%) dos pacientes sobreviventes (p=0,003). Já em relação ao PDW, foi verificado que os não sobreviventes apresentaram um valor significativamente maior do que os sobreviventes, tanto na admissão quanto no terceiro dia de hospitalização (p=0,001). 

Todavia, quando examinado o MPV, os pacientes que faleceram possuíam níveis inferiores aos sobreviventes apenas no terceiro dia de seguimento (p < 0,005). Quando avaliado o número de plaquetas, embora tenha sido observado que os pacientes que evoluíram a óbito tinham mais chance de apresentar plaquetas mais baixas do que os sobreviventes, essa relação não foi estatisticamente significativa. 

Após a utilização de um modelo matemático, foi observado que a cada elevação de 1 unidade no valor do VPM (diferença entre o VPM da admissão e do terceiro dia), a probabilidade de óbito aumentou 1,762 vezes. Já em relação a saturação de oxigênio, pacientes com níveis < 90% na admissão tiveram uma chance 8,401 maior de evoluir a óbito em relação aqueles pacientes com saturação 90%.

Conclusão

No âmbito da pandemia de Covid-19, faz-se essencial a utilização, como ferramenta auxiliar para se predizer uma evolução mais grave e de mortalidade, alguns biomarcadores. O PDW e o VPM são índices do plaquetograma calculados automaticamente pelo analisador hematológico, sendo parâmetros simples, baratos, rápidos e amplamente disponíveis em nosso meio. 

Foi demonstrado que o volume plaquetário médio pode ser utilizado, em pacientes que necessitam de internação hospitalar, para se avaliar o risco de mortalidade pela Covid-19. Entretanto, estudos com um maior número de indivíduos são necessários para confirmar esses achados.

Autor(a): 

Referências bibliográficas:

  • Güçlü E, et al. Effect of COVID-19 on platelet count and its indices. Rev Assoc Med Bras. 2020 Aug;66(8):1122-1127. doi: 10.1590/1806-9282.66.8.1122.
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar