Página Principal > Cardiologia > FDA reforça alerta da relação entre pioglitazona e câncer de bexiga; veja recomendações

FDA reforça alerta da relação entre pioglitazona e câncer de bexiga; veja recomendações

Food and Drug Administration (FDA), agência americana para regulamentação de medicamentos, reforçou o alerta da relação entre o fármaco para diabetes tipo 2 pioglitazona e o risco aumentado de câncer de bexiga.

O primeiro alerta foi emitido pela agência em 2010 e, desde então, os rótulos americanos dos medicamentos contendo pioglitazona já contêm advertências sobre esse risco. Agora, o FDA aprovou a atualização de todas as embalagens para conter os dados adicionais revelados nas publicações recentes.

Um dos estudos mais relevantes mostrou que a pioglitazona duplicou o risco de câncer de bexiga em pacientes tratados por 2 anos ou mais.

Veja também: ‘FDA proibe luvas com talco; entenda aqui’

A recomendação é de que profissionais de saúde não utilizem pioglitazona em pacientes com câncer de bexiga ativo e considerem cuidadosamente os benefícios e riscos antes de optar pelo fármaco em pacientes com história de câncer de bexiga.

E mais: ‘Nova droga oral para diabetes é aprovada como redutora de eventos cardiovasculares’

Além disso, é recomendado orientar o paciente a procurar um médico, caso experiencie os seguintes sintomas:

  • Sangue ou cor vermelha na urina
  • Aumento na urgência de urinar
  • Dor ao urinar

No Brasil

O antidiabético oral, da classe das tiazolidinedionas, é comercializada no Brasil sob o nome Actos® (Abbott). As indicações de pioglitazona incluem pacientes com diabete que não podem utilizar metformina ou sulfonilureia, ou que não respondem adequadamente a outros hipoglicemiantes orais.

As melhores condutas médicas você encontra no Whitebook. Baixe o aplicativo #1 dos médicos brasileiros. Clique aqui!

Referências:

  • https://www.fda.gov/Safety/MedWatch/SafetyInformation/SafetyAlertsforHumanMedicalProducts/ucm532772.htm
  • https://www.cff.org.br/pagina.php?id=499

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.