Home / Cardiologia / Modelo Utstein para parada cardíaca no hospital

Modelo Utstein para parada cardíaca no hospital

Cardiologia, Colunistas
Acesse para ver o conteúdo
Esse conteúdo é exclusivo para usuários do Portal PEBMED.

Para continuar lendo, faça seu login ou inscreva-se gratuitamente.

Preencha os dados abaixo para completar seu cadastro.

Ao clicar em inscreva-se, você concorda em receber notícias e novidades da medicina por e-mail. Pensando no seu bem estar, a PEBMED se compromete a não usar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Inscreva-se ou

Seja bem vindo

Voltar para o portal

Tempo de leitura: 2 minutos.

Todos nós sabemos que parada cardiopulmonar necessita de cuidados imediatos e após a ressuscitação cardiopulmonar. O modelo Utstein analisou a incidência de parada cardiopulmonar, fornecendo dados para comparar o atendimento e resultados. 

Os dados analisados incluíram:

  • Data e hora da parada cardíaca;
  • Local do evento;
  • Se foi testemunhado e se a equipe de ressuscitação foi chamada;
  • Se tem o primeiro ritmo cardíaco documentado;
  • Se foi usado desfibrilador externo automático ou manual;
  • Se foram realizadas compressões torácicas. 

VEJA TAMBÉM: Prognóstico neurológico pós-parada cardíaca: padronização da avaliação

A duração da ressuscitação está fortemente associada aos piores resultados. A qualidade da ressuscitação é o mais importante para manter o fluxo sanguíneo do miocárdio e cerebral.  Após a ressuscitação, alguns elementos foram definidos, como por exemplo, evitar temperaturas maior ou igual 38ºC, angiografia coronariana e tentativa de reperfusão das coronárias com método percutâneo ou trombólise. 

Os relatórios das paradas cardíacas são um importante indicador dos resultados e das intervenções utilizadas. Sendo que isso pode servir para uma tentativa de redução do número de eventos, com uma detecção precoce do paciente que está piorando e assim, evoluindo para quadro de parada cardíaca. Portanto, podemos tomar decisões para impedir que isso ocorra. 

As diretrizes do estilo Utstein padronizam um processo de atendimento e resultados para cada paciente em parada cardíaca, que inclui fatores hospitalares, variáveis ​​do paciente, fatores pré-evento, processos da parada cardíaca e pós-ressuscitação e resultados. 

SAIBA MAIS: Ultrassom POCUS como prognóstico na parada cardíaca

Todas essas variáveis são uma forma de ajudar a diminuir a incidência de paradas cardíacas, fazendo um atendimento de qualidade antes da ocorrência,  para que se tente evitar tal evento.

Autor:

Referências bibliográficas:

  • International Liaison Committee on Resuscitation. Cardiac Arrest and Cardiopulmonary Resuscitation Outcome Reports: Update of the Utstein Resuscitation Registry Template for In-Hospital Cardiac Arrest. October 7, 2019.

One comment

  1. Avatar
    Ivo luiz dos santos

    Boa tarde sou formado APH achei importante o tema e tenho grande enteresse pelo assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.