Pebmed - Notícias e Atualizações em Medicina
Cadastre-se grátis
Home / Whitebook / Neuralgia do trigêmeo: você sabe como diagnosticar?
estetoscopio

Neuralgia do trigêmeo: você sabe como diagnosticar?

Acesse para ver o conteúdo
Esse conteúdo é exclusivo para usuários do Portal PEBMED.

Para continuar lendo, faça seu login ou inscreva-se gratuitamente.

Preencha os dados abaixo para completar seu cadastro.

Ao clicar em inscreva-se, você concorda em receber notícias e novidades da medicina por e-mail. Pensando no seu bem estar, a PEBMED se compromete a não usar suas informações de contato para enviar qualquer tipo de SPAM.

Inscreva-se ou

Seja bem vindo

Voltar para o portal

Essa semana no Portal da PEBMED falamos sobre qual medicamento é mais eficaz no tratamento da neuralgia do trigêmeo. Por isso, em nossa publicação semanal de conteúdos compartilhados do Whitebook Clinical Decision, falaremos sobre a apresentação clínica e a abordagem diagnóstica do distúrbio.

Veja as melhores condutas médicas no Whitebook Clinical Decision!

Este conteúdo deve ser utilizado com cautela, e serve como base de consulta. Este conteúdo é destinado a profissionais de saúde. Pessoas que não estejam neste grupo não devem utilizar este conteúdo.

Anamnese

Dor aguda, lancinante, com duração de 1 a 60 segundos, moderada intensidade, início e fim abruptos. Há um período longo de remissão de semanas há meses. Desencadeada por toque leve ou estímulo não nociceptivos. Não há sintomas autonômicos associados. O paciente é assintomático entre os ataques. Existe uma relação com esclerose múltipla.

Exame Físico

O exame físico é basicamente normal, podendo o paciente apresentar algumas alterações de sensibilidade no território do trigêmeo.

Exames de rotina: A ressonância magnética de encéfalo pode ajudar a identificar causas, como compressão vascular ou lesões desmielinizantes.

Critérios Diagnósticos:

  • Pelo menos 3 ataques de dor preenchendo os seguintes critérios:
  • Ocorrendo em um ou mais territórios do trigêmeo, sem irradiação além desse território;
  • Preencher 3 dos 4 critérios abaixo:
    1. Ocorrer de forma paroxí stica durante de segundos até 2 minutos;
    2. Intensidade severa;
    3. Tipo choque, lancinante, facada ou pontada em qualidade;
    4. Precipitada por um estí mulo não nocivo.
  • Ausência de déficit neurológico associado;
  • Não haver outro diagnóstico que se enquadre melhor.
Este conteúdo foi desenvolvido por médicos, com objetivo de orientar médicos, estudantes de medicina e profissionais de saúde em seu dia-a-dia profissional. Ele não deve ser utilizado por pessoas que não estejam nestes grupos citados, bem como suas condutas servem como orientações para tomadas de decisão por escolha médica. Para saber mais, recomendamos a leitura dos termos de uso dos nossos produtos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×

Adicione o Portal PEBMED à tela inicial do seu celular: Clique em Salvar na Home Salvar na Home e "adicionar à tela de início".

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.