Leia mais:
Leia mais:
Revacinação contra a covid-19 para não respondedores portadores de doenças autoimunes sistêmicas é eficaz?
Ômicron: a nova variante de preocupação do SARS-CoV-2
Molnupiravir: o que sabemos sobre o novo tratamento contra a Covid-19
Pandemia pode ter provocado a morte de até 180 mil profissionais da saúde, segundo OMS
Mega Vacinação: Ministério da Saúde amplia terceira dose da vacina contra Covid-19 para todos os adultos

Nível de estresse oxidativo na Covid-19 é um fator determinante para gravidade?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Nível de estresse oxidativo elevado não é determinante para a gravidade da Covid-19, segundo constatou um estudo inédito realizado pelos pesquisadores da Escola de Medicina da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR).

Desde o início da pandemia, diversas pesquisas sugeriram que a formação de radicais livres e o estresse oxidativo estariam ligados à gravidade da doença, contribuindo para um estado clínico mais preocupante.

O trabalho da PUCPR foi publicado recentemente na revista Science. Foram analisados os soros de 77 pacientes e os pesquisadores concluíram que, ainda que os níveis de estresse oxidativo estivessem elevados, a gravidade da doença não é fator determinante para as mudanças no perfil redox (sistema de defesa antioxidante) de pacientes hospitalizados com Covid-19.

Professor do Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde da PUCPR (PPGCS) e pesquisador responsável pelo estudo, Ricardo Pinho explica que o estresse oxidativo é um evento celular causado a partir do desequilíbrio entre os radicais livres e a capacidade antioxidante presente nas células, tecidos ou órgãos.

Se for prolongado e intenso, sem uma capacidade de resposta adequada do organismo, esse desequilíbrio (com mais radicais livres do que antioxidantes) leva a danos de vários componentes das células e contribui para o desenvolvimento ou agravamento de diversas doenças.

Segundo o professor, radicais livres são produzidos naturalmente no organismo e são necessários para as células. O problema é que estímulos nocivos ao organismo, além de infecções e doenças inflamatórias, caso da Covid-19, elevam muito a produção desses radicais livres, sem melhorar a quantidade de antioxidantes. Isso pode comprometer o tratamento e agravar a enfermidade.

Leia também: ENDO 2021: existe relação entre sinalização androgênica e gravidade da Covid-19?

“Há maneiras práticas que podem ajudar na redução do estresse oxidativo, como adotar um modo de vida saudável, com boa alimentação e realização regular de atividades físicas, além de manter o controle e tratamento de doenças que causam estresse oxidativo. Quando necessário, faz-se o uso, com orientação profissional, de complementos ou suplementos ricos em antioxidantes, o que parece ser o caso de pacientes com o novo coronavírus”, diz Ricardo Pinho.

imagem digital do coronavírus e sua relação com estresse oxidativo

Estresse oxidativo na Covid-19

Para realizar o estudo, os pesquisadores selecionaram 77 pacientes infectados pelo novo coronavírus que foram internados em um hospital de Curitiba (PR).

Participaram 53 (69%) homens e 24 (31%) mulheres. Trinta e três (43%) pacientes foram admitidos na UTI e 15 pacientes (19%) precisaram de intubação orotraqueal. Dezessete pacientes (22%) vieram a óbito durante a internação.

A maioria dos pacientes apresentou sintomas, incluindo dispneia, tosse e febre. Diarreia, dor de garganta e coriza foram observadas em menos da metade dos pacientes. As comorbidades mais frequentes foram hipertensão arterial sistêmica (57%) e diabetes mellitus (29%). Outras comorbidades observadas foram menores que 20%. Quarenta pacientes (52%) apresentavam mais de uma comorbidade. Na admissão, corticosteróides, antibióticos e heparina profilática foram administrados para o manejo dos pacientes.

Os dados clínicos foram analisados ​​e divididos em grupos moderado (n = 44) e grave (n = 33) com base em sua condição clínica. A produção de oxidante (peróxido de hidrogênio) e antioxidantes de defesa (capacidade antioxidante total, glutationa reduzida e oxidada, glutationa s-transferase) e dano oxidativo (malondialdeído, carbonila e sulfidrila) foram avaliados com as amostras de soro.

Os resultados revelaram que pacientes graves que apresentavam alta contagem de leucócitos séricos e níveis elevados de PCR (proteína c-reativa) permaneceram mais tempo internados. Não foi observada, contudo, correlação entre os parâmetros de estresse oxidativo e o grau de severidade da Covid-19 na pesquisa.

“Trata-se de um estudo muito importante que poderá contribuir para terapias mais eficazes no controle da enfermidade, em especial para pacientes hospitalizados”, diz o pesquisador responsável pelo estudo, Ricardo Pinho.

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Autora:

Referência bibliográfica:

  • Gadotti AC, et al. Susceptibility of the patients infected with Sars-Cov2 to oxidative stress and possible interplay with severity of the disease. Free Radical Biology and Medicine. Volume 165, March 2021, Pages 184-190 https://doi.org/10.1016/j.freeradbiomed.2021.01.044
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.