Abortamento de repetição e novas evidências: o estilo de vida faz diferença?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

A definição de aborto espontâneo é o fim da gestação que ocorre até 24 semanas, resultando em morte e frequentemente expulsão do embrião ou feto. É o evento mais comum do início da gravidez, afetando até 1/5 de todas as gestações e está ligados principalmente a anormalidades cromossômicas do embrião. 

Quando esse avento acontece de forma mais frequente, ele pode ser considerado aborto recorrente, e sua definição varia de acordo com as sociedades. 

abortamento de repetição e estilo de vida

Tome as melhores decisões clinicas, atualize-se. Cadastre-se e acesse gratuitamente conteúdo de medicina escrito e revisado por especialistas

As definições do abortamento

Por exemplo, a Sociedade Europeia de Reprodução Humana e Embriologia considera aborto recorrente como aquele que ocorre duas vezes ou mais, de forma espontânea e consecutiva, ocorrendo em 1–2% dos casais. No entanto, muitos outros países adotaram o termo “aborto espontâneo recorrente” a partir do terceiro e não segundo evento espontâneo consecutivos, afetando 1% dos casais.

Extrapolando a quantificação exata do que seria sua definição, a condição é complexa e gera imenso comprometimento emocional para a mulher e o casal.

Causas inexplicáveis

A sua causalidade foi atribuída a vários fatores, incluindo àqueles relacionados a anormalidades cromossômicas, imunológicas e imunogênicas, endocrinológicas, fragmentação de DNA no esperma, prejuízo na função biossensora do endométrio, bem como influências no estilo de vida. Infelizmente, porém, as investigações são normais para muitos casais e a causa acaba sendo considerada ‘inexplicada’ em cerca de 50% dos casos.

Anomalias genéticas x fatores externos

Enquanto o abortamento isolado esporádico está associado a um cariótipo embrionário anormal, à medida que o número de abortos consecutivos aumenta, a frequência de cariótipo embrionário anormal diminui significativamente. Isso sugere que o impacto do estilo de vida pode ser mais significativo na população em que o evento é recorrente. 

A literatura já apresenta evidências de que o ambiente intrauterino peri-implantação é um determinante chave do desenvolvimento embrionário pré-implantação e da programação inicial. Por exemplo, diferenças na dieta de uma mulher podem alterar significativamente o ambiente de aminoácidos no fluido uterino humano.

Novas evidências

A Revista Nature publicou uma revisão sistemática e meta análise no final de março deste ano de 2021 objetivando identificar quais os fatores externos, estilo de vida, poderiam se relacionar ao aborto recorrente.

Foram incluídos 16 estudos contemplando revisões sistemáticas e meta análises e chegou-se às seguintes conclusões: 

  • Nas mulheres com IMC> 30, há um aumento de 1,3 e 1,7 vezes no risco de aborto espontâneo nos subgrupos de IMC> 25 e de IMC> 30, respectivamente. 
  • A ingesta de álcool, o tabagismo e maior ingestão de cafeína, não mostraram risco aumentado de abortamento recorrente. Porém, todos os estudos desta análise tinham qualidade das evidências baixa ou muito baixa. 

Leia também: Hipotireoidismo e abortamento de repetição, há correlação?

Concluindo

Os estudos atuais são heterogêneos , houve muita dificuldades em agrupar os dados devido a inconsistências na metodologia e relatórios. Não foi encontrado sequer um ensaio clinico randomizado.

Portanto, há uma necessidade de estudos observacionais ou clínicos maiores que abordem os efeitos da dose do álcool, tabagismo e cafeína, qualidade da dieta, e prática de exercícios físicos nestes pacientes.

Autora:

Referência bibliográfica:

 

Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar