Home / Clínica Médica / NutriNet Brasil, maior estudo sobre alimentação e saúde do país procura por mais voluntários

NutriNet Brasil, maior estudo sobre alimentação e saúde do país procura por mais voluntários

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O NutriNet Brasil, maior estudo sobre alimentação e saúde do país, está buscando mais voluntários para identificar características da alimentação que aumentam ou diminuem o risco de doenças crônicas mais comuns entre a população brasileira, como obesidade, diabetes, hipertensão arterial, doenças do coração e câncer.

Segundo o portal do NutriNet Brasil, a relação entre alimentação e doenças crônicas é extremamente complexa e só pode ser analisada por estudos que acompanhem por longos períodos e detalhadamente as características da alimentação e o estado de saúde de um grande número de pessoas.

Para participar, basta ter mais de 18 anos, fazer o cadastro no portal e começar a preencher as perguntas disponibilizadas on-line pelos pesquisadores. As respostas são mantidas sob sigilo e utilizadas apenas no estudo. A meta é acompanhar esses voluntários por, no mínimo, dez anos.

Leia também: Existe algum papel da nutrição e dos suplementos nas doenças de superfície ocular?

O NutriNet Brasil acompanha a alimentação e a saúde de 200 mil adultos residentes no país. Todo o acompanhamento acontece através de questionários, que são preenchidos pelos participantes a cada três a quatro meses. O próprio estudo encaminha os lembretes por e-mail ou SMS.

NutriNet Brasil, maior estudo sobre alimentação e saúde do país procura por mais voluntários

Importância do estudo

Estudos deste tipo estão sendo realizados em alguns países europeus e nos Estados Unidos com o objetivo de buscar padrões de alimentação que protegem as pessoas de doenças crônicas, como a dieta mediterrânea, ou, ao contrário, padrões que aumentam o risco daquelas doenças, como a dieta ocidental.

Entretanto, o conhecimento gerado por um estudo em determinado país nem sempre consegue gerar uma aplicação imediata em outros lugares, uma vez que padrões de alimentação tendem a ser específicos de cada país ou mesmo de cada região de um país.

Mais sobre o NutriNet Brasil

O estudo NutriNet é promovido pelo Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde da Universidade de São Paulo (Nupens/USP), sob a coordenação do professor titular Carlos Augusto Monteiro, do Departamento de Nutrição da Faculdade de Saúde Pública da USP e coordenador científico do Nupens/USP.

A pesquisa também conta com a participação de pesquisadores de outras unidades da USP (Medicina, Instituto do Coração – Incor) e demais universidades e centros acadêmicos brasileiros (Unifesp, UFMG, UFRGS, UFPel), Fiocruz (Rio de Janeiro e Bahia) e do Instituto Nacional do Câncer (Inca).

Saiba mais: Nutrição no paciente renal crônico: o que precisamos saber

Desde setembro de 2020, o NutriNet Brasil recebe o apoio financeiro da Umane, associação civil sem fins lucrativos dedicada a apoiar, desenvolver e acelerar iniciativas de prevenção de doenças e promoção à saúde.

O estudo também tem o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações desde 2017. Esses recursos têm viabilizado a realização de um estudo que terá duração de vários anos e envolverá milhares de participantes.

O projeto de pesquisa do Estudo NutriNet foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Faculdade de Saúde Pública da USP (processo nº 88455417.8.0000.5421 em 21/06/2018).

*Esse artigo foi revisado pela equipe médica da PEBMED

Autor(a):

Referências bibliográficas:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×

Adicione o Portal PEBMED à tela inicial do seu celular: Clique em Salvar na Home Salvar na Home e "adicionar à tela de início".

Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.