Leia mais:
Leia mais:
Melhores práticas perioperatórias em pacientes obesos
Check-up Semanal: sedação e bloqueadores neuromusculares, anticoagulante na obesidade e mais! [podcast]
Dicas de anticoagulação na obesidade
Semaglutida: uma nova era no tratamento da obesidade
ADA 2021: obesidade – descobertas, desenvolvimentos e novos rumos

Obesidade na infância: puberdade precoce e atraso no desenvolvimento das mamas

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Há décadas percebemos um aumento na incidência da puberdade precoce entre meninas obesas. Diversos estudos nos Estados Unidos, onde a obesidade é uma epidemia, já mostraram um aumento considerável nos casos de puberdade precoce. Inclusive, nos últimos anos, o parâmetro de normalidade para início de puberdade mudou de 9 para 8 anos de idade entre meninas, conceito estabelecido entre as principais sociedades de Ginecologia, Endocrinologia e Pediatria norte-americanas.

Leia também: A complicada relação entre obesidade, doença grave e infecção

Obesidade na infância: puberdade precoce e atraso no desenvolvimento das mamas

Nova evidência

Em um estudo publicado dia 25 de fevereiro de 2021, no Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism, os pesquisadores acompanharam a evolução da puberdade de 90 meninas entre 8 e 15 anos, 36 meninas com sobrepeso ou obesidade e 54 meninas com peso normal por 4 anos. O peso normal foi definido como índice de massa corporal no percentil 5 a 85, sobrepeso foi definido como IMC no percentil 85 a 95 e obeso foi definido como maior que percentil 95. Sobrepeso e obesidade foram combinados em uma categoria para comparação com meninas com peso normal.

Observações do estudo

No geral, as meninas com sobrepeso/obesidade tiveram um desenvolvimento mamário significativamente mais avançado no início do estudo do que aquelas com peso normal, mas essas meninas progrediram para o estágio D de BMORPH (um estadiamento morfológico ultrassonográfico de mama), mais tarde do que as meninas com peso normal.

Os níveis hormonais foram semelhantes no início do estudo para o FSH , inibina B, estrona (E1), testosterona total e livre e androstenediona. No entanto, esses níveis aumentaram mais rapidamente após 1 ano para meninas com sobrepeso e obesidade, enquanto se estabilizaram em meninas com peso normal e caíram entre meninas com menor gordura corporal total. A gordura corporal total não teve efeito aparente sobre outros hormônios reprodutivos, incluindo o hormônio luteinizante , índice de maturação vaginal modificado e estradiol 2.

A idade média da menarca foi de 12,4 anos em todos os participantes, mas as meninas com maior gordura corporal total no início do estudo tinham maior probabilidade de chegar à menarca em uma idade mais jovem.

Embora a telarca apareça mais cedo em meninas com sobrepeso e obesas, o que sinaliza o início da puberdade, a mama amadurece mais lentamente durante o curso da puberdade nessa população.

Conclusão

A puberdade não ocorre em um padrão fixo entre as meninas, pelo contrário, cada vez mais observamos variações na dinâmica do aparecimento dos caracteres sexuais femininos, que podem ser influenciados por fatores externos. E entre as pacientes obesas e com sobrepeso parece evoluir de forma que a telarca acontece de forma mais precoce, mas a mama leva mais tempo para atingir estágios mais maduros

Saiba mais: Dia Mundial da Obesidade: eficácia da metformina na obesidade infantil (revisão)

Mais estudos são necessários para avaliar o impacto da exposição ao estrogênio e outros fatores neuro hormonais por essas meninas a médio e longo prazo

Autor(a):

Referências bibliográficas:

  • Madison T Ortega, John A McGrath, Lauren Carlson, Vanessa Flores Poccia, Gary Larson, Christian Douglas, Bob Z Sun, Shanshan Zhao, Breana Beery, Hubert W Vesper, Lumi Duke, Julianne C Botelho, Armando C Filie, Natalie D Shaw, Longitudinal investigation of pubertal milestones and hormones as a function of body fat in girls, The Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism. 2021;dgab092. doi: 1210/clinem/dgab092
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar