Página Principal > Reumatologia > Osteoporose induzida por corticoide: veja nova diretriz para prevenção e tratamento
médica fazendo avaliação clínica de paciente idoso

Osteoporose induzida por corticoide: veja nova diretriz para prevenção e tratamento

Gostou de ouvir essa notícia em áudio? Clique aqui e responda nossa pesquisa.

O American College of Rheumatology publicou suas novas recomendações para prevenção e tratamento da osteoporose induzida por glicocorticoide em crianças e adultos. Veja abaixo os principais pontos.

– O risco de fratura deve ser avaliado dentro de 6 meses (ou mais cedo) após o início do tratamento com glicocorticoide a longo prazo em todos os pacientes. A avaliação deve incluir detalhes sobre a dosagem, história de fratura, densidade mineral óssea, comorbidades, medição de altura e peso e para adultos de 40 anos ou mais, uso da ferramenta FRAX de avaliação de risco.

– O risco de fratura deve ser reavaliado a cada 12 meses durante o tratamento.

– Todos os pacientes devem otimizar sua ingestão de cálcio e vitamina D e fazer mudanças no estilo de vida consistentes com boa saúde óssea (cessação do tabagismo, exercícios físicos regulares, etc).

– Adultos com 40 anos ou mais que estão em risco moderado a alto de fratura devem ser tratados com um bifosfonato oral.

Os glicocorticoides desempenham um papel importante no tratamento de muitas doenças inflamatórias. No entanto, seu uso causa toxicidade significativa, incluindo perda óssea e fraturas. Por isso, é muito importante que o médico se mantenha atualizado sobre as últimas evidências de prevenção e tratamento. Veja todas as recomendações clicando aqui.

Referências:

Um comentário

  1. Nina Rosa Moura

    Muito boa esta orientação!



Esse site utiliza cookies. Para saber mais sobre como usamos cookies, consulte nossa política.