Página Principal > Infectologia > Paciente obeso pode transmitir mais gripe?
Gripe

Paciente obeso pode transmitir mais gripe?

Tempo de leitura: 2 minutos.

Apesar de remediável, a gripe é uma doença de fácil disseminação e, se não tratada, pode provocar a morte principalmente em pessoas mais vulneráveis, como crianças e idosos. No Brasil, os casos de contaminação com o vírus aumentaram 194,4% entre janeiro e julho de 2018, em comparação com o mesmo período do ano anterior. Pessoas com obesidade têm maior probabilidade de disseminar o vírus, conforme demonstra a pesquisa realizada na Nicarágua, e publicada na revista The Journal of Infectious Diseases em agosto.

O levantamento coletou dados fornecidos por dois centros de pesquisa sediados na Nicarágua, o Centro de Estudo da Transmissão da Influenza e o Centro de Estudo de Coorte da Influenza, pertencentes ao Centro de Salud Socrates Flores Vivas, em Managua, capital do país.

Saiba mais: Vacina contra a gripe de dose padrão é suficiente para proteger idosos?

Se voluntariaram para o projeto 1.783 pessoas, que cederam 7.066 amostras de DNA em cotonetes (média de 4 por pessoa). A análise durou cerca de 10 a 13 dias a partir da apresentação de algum sintoma da gripe (febre não inclusa). 812 indivíduos eram adultos de 18 a 92 anos (destes, aproximadamente 74% eram mulheres), 631 tinham entre 5 e 17 anos, e 340 participantes estavam na faixa de 0 a 4 anos.

Resultados

Segundo os pesquisadores, adultos obesos com os sintomas do vírus foram capazes de espalhar o Influenza A por um período 42% maior do que os adultos não-obesos (taxa ajustada do tempo de evento 1.42, 95% IC 1.06-1.89). O resultado é surpreendente, principalmente nos casos em que o doente apresenta um ou nenhum sintoma, nessa situação a disseminação durou 104% a mais do que nos não-obesos (TTE ajustada 2.04, 95% IC 1.35-3.09).

Foram definidos como obesos os voluntários com índice de massa corporal (IMC) ≥30 no caso dos adultos; em crianças menores de cinco anos o critério foi escore Z-IMC de >2, e nos indivíduos entre 5 e 17 anos a taxa considerada foi escore Z-IMC de >3. Os resultados também mostraram que indivíduos com obesidade têm maior probabilidade de contrair uma forma mais severa de Influenza A assim como apresentar sintomas mais severos.

Tenha em mãos informações objetivas e rápidas sobre práticas médicas. Baixe o Whitebook.

Referências:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.