Leia mais:
Leia mais:
Quais os fatores de risco para náuseas e vômitos pós-cesariana?
NVPO: quais são os fatores de risco na pós cesariana?
Screening universal para SARS-Cov-2 em mulheres admitidas para parto
Efedrina x fenilefrina para hipotensão arterial em cesárea
Projeto Parto Adequado consegue evitar mais de 20 mil cesarianas desnecessárias no país

Parto normal após uma cesárea é seguro em gestações gemelares?

Sua avaliação é fundamental para que a gente continue melhorando o Portal Pebmed

Quer acessar esse e outros conteúdos na íntegra?

Cadastrar Grátis

Faça seu login ou cadastre-se gratuitamente para ter acesso ilimitado a todos os artigos, casos clínicos e ferramentas do Portal PEBMED

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Tempo de leitura: [rt_reading_time] minutos.

A prova de trabalho de parto normal após uma cesárea é oferecida como uma opção de rotina para gestações únicas com parto cesáreo anterior. No entanto, informações adequadas não estão disponíveis para determinar se a abordagem é igualmente válida em mulheres com gestação gemelar.

Uma mulher que foi submetida apenas a uma cesariana prévia, por meio de uma histerotomia transversa baixa, apresenta um risco baixo de ruptura uterina durante uma tentativa subseqüente de trabalho de parto; assim, a prova de parto é uma opção razoavelmente segura para essas mulheres. O corpo de evidências sugere uma taxa de parto vaginal de 60 a 80%, com uma taxa de ruptura uterina estimada de 0,4 a 0,7%.

Foi publicada, em novembro de 2018 no American Journal of Obstetrics & Gynecology, uma revisão sistemática e metanálise com o objetivo de avaliar as morbidades maternas associadas à prova de parto vaginal após cesárea em gestações gemelares.

Neste trabalho foram pesquisados estudos de coorte e ensaios clínicos randomizados que avaliaram a associação entre a tentativa de trabalho de parto pós-cesariana em gestações gemelares e os resultados da gravidez. A mortalidade materna e morbidades severas, como ruptura uterina e histerectomia, foram comparadas entre mulheres que fizeram o teste de parto e mulheres que tiveram uma cesariana planejada. Os odds ratios (OR) agrupados foram calculados usando um modelo de efeitos aleatórios. Análises adicionais foram realizadas para comparar a tentativa de trabalho de parto após cesariana em gestações únicas e gêmeas.

Leia mais: Idade do pai aumenta risco de parto prematuro

Foram incluídos nesta pesquisa, 11 estudos de coorte, um total de 8209 gestações gemelares com parto cesáreo anterior. Destas gestações, 2484 foram planejadas para parto vaginal, e 5725 foram planejadas para parto cesáreo. A taxa de ruptura uterina em gestações gemelares foi maior no trabalho de parto após a cesárea do que no grupo com cesárea eletiva (OR 10,09, IC 95% 4,30-23,69, I² = 68%).

No entanto, não houve diferença estatisticamente significativa na taxa de ruptura uterina entre gestações gemelares e gestações únicas que tentaram o parto após cesariana (OR 1,34; IC95% 0,54 -3,31, I²= 0%). As mulheres que tentaram o trabalho de parto após cesárea com gêmeos não tiveram um risco aumentado de deiscência de cicatriz uterina, hemorragia, transfusão de sangue ou morbidade e mortalidade neonatal em comparação com o parto cesáreo de repetição eletiva. Pacientes com gêmeos tiveram taxas similares de sucesso no parto vaginal como pacientes com gravidez única (OR 0,85, IC 95% 0,61 -1,18, I² = 36%).

Diante do exposto, esta metanálise demonstra que, embora a tentativa de parto com gêmeos após cesárea anterior esteja associada a taxas mais altas de ruptura uterina em comparação à cesárea eletiva, os desfechos da gravidez e as taxas de sucesso são similares a uma tentativa de parto após cesárea anterior em gestações únicas. Planejar o parto normal para mulheres com gestação gemelar e cesárea anterior pode ser uma alternativa segura à uma cesárea de repetição.

É médico e também quer ser colunista do Portal da PEBMED? Inscreva-se aqui!

Autor:

Referências:

  • Trial of labor after cesarean delivery in twin gestations: Systematic review and meta-analysis Kabiri, Doron et al. American Journal of Obstetrics & Gynecology , Volume 0 , Issue 0 ,
  • National Institutes of Health Consensus Development Painel de Conferências. Declaração da Conferência do National Institutes of Health Consensus Development: parto vaginal após cesárea: novas percepções 8 a 10 de março de 2010. Obstet Gynecol 2010; 115: 1279.
  • Guise JM, Éden K, Emeis C, et al. Parto vaginal após cesárea: novos insights. Evid Rep Technol Assess (Rep Pleno) 2010; : 1
  • Sabol B, Denman MA, Guise JM. Parto vaginal após cesárea: um método eficaz para reduzir a cesárea. Clin Obstet Gynecol 2015; 58: 309.
  • Gimovsky ML, Bayer-Zwirello LA, casebook de monitorização da frequência cardíaca de Plevyak M. Fetal. Amnioinfusão com deiscência uterina e sofrimento fetal. J Perinatol 1997; 17:83
Cadastre-se ou faça login para acessar esse e outros conteúdos na íntegra
Cadastrar Fazer login
Veja mais beneficios de ser usuário do Portal PEBMED: Veja mais beneficios de ser usuário
do Portal PEBMED:
7 dias grátis com o Whitebook Aplicativo feito para você, médico, desenhado para trazer segurança e objetividade à sua decisão clínica.
Acesso gratuito ao Nursebook Acesse informações fundamentais para o seu dia a dia como anamnese, semiologia.
Acesso gratuito Fórum Espaço destinado à troca de experiências e comentários construtivos a respeito de temas relacionados à Medicina e à Saúde.
Acesso ilimitado Tenha acesso a noticias, estudos, atualizacoes e mais conteúdos escritos e revisados por especialistas
Teste seus conhecimentos Responda nossos quizes e estude de forma simples e divertida
Conteúdos personalizados Receba por email estudos, atualizações, novas condutas e outros conteúdos segmentados por especialidades

O Portal PEBMED é destinado para médicos e profissionais de saúde. Nossos conteúdos informam panoramas recentes da medicina.

Caso tenha interesse em divulgar seu currículo na internet, se conectar com pacientes e aumentar seus diferenciais, crie um perfil gratuito no AgendarConsulta, o site parceiro da PEBMED.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Entrar | Cadastrar